Carlos Arthur Nuzman é derrotado em eleição da Odepa

Mandatário do COB há mais de 20 anos, ele pleiteava cargo no comitê continental, mas não obteve sucesso

Presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil) e do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, Carlos Arthur Nuzman, de 75 anos, foi derrotado nesta quarta-feira (26), em eleição para chefiar outra entidade de relevância internacional.

O carioca tentava se tornar mandatário da Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana), cuja principal atribuição é realizar os Jogos Pan-Americanos. Nuzman entrou como favorito na disputa, mas empatou com 14 votos na primeira rodada do sufrágio com o chileno Neven Ilic (chefe do comitê olímpico de seu país) e perdeu no desempate. O pleito foi realizado em Punta del Este, no Uruguai.

Na rodada final, Ilic contou com o apoio de Nuzman para derrotar o dominicano José Puello por 26 a 25 e ser eleito novo presidente da Odepa. Seu mandato tem duração de quatro anos. Sem o cargo na Odepa, Nuzman vai se concentrar no comando do COB, entidade a qual gere desde 1995 e tem mandato até 2020, e na conclusão dos trabalhos do Comitê Rio-2016.

Veja também

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4
Futebol

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4

Basta um empate: Náutico visita Cruzeiro podendo acabar com risco de queda à Série C
Futebol

Basta um empate: Náutico visita Cruzeiro podendo acabar com risco de queda à Série C