Reação

"Achar que tinha condição de continuar o jogo, é maluquice" diz Casimiro sobre confusão na Ilha

A partida entre Sport e Vasco foi encerrada após o gol de empate Cruzmaltino; torcida rubro-negra invadiu o campo e protagonizou cenas de violência

Casimiro, streamerCasimiro, streamer - Foto: Reprodução/ Youtube

O streamer Casimiro comentou sobre a confusão que aconteceu na Ilha do Retiro, após o gol de empate do Vasco no confronto contra o Sport. Em live feita na Twitch, no último domingo (16), Cazé repudiou as cenas de violência praticada pela torcida rubro-negra, cobrou punição aos vândalos e afirmou “achar que tinha condição de continuar o jogo, é maluquice.”

De acordo com Casimiro, o torcedor de futebol virou mimado dentro do estádio. “Não pode tomar um gol contra, não pode ser provocado, não pode ver uma comemoração contra. Não pode acontecer nada”.

Cazé também afirmou que não tinha condições do jogo ser reiniciado. “Você achar que tinha condição de continuar o jogo, é maluquice. Jogaram um pedregulho dentro do estádio, do tamanho do Botafogo [ironia], um bagulho enorme. Os caras sendo atendidos dentro do campo”, iniciou.

“Tinha que continuar o jogo, era só os caras não invadir o campo. Não ter chutado uma profissional que estava trabalhando. [...] A gente não combate a barbárie. Fica sempre tentando mitigar a parada. ‘Se eu fosse você eu não comemoraria”. 

Cazé ironizou os torcedores que criticaram o jogador do Vasco que arremessou uma cadeira na hora da comemoração do gol. “Abaixa, abaixa. Quase pega no torcedor do Sport”. Na súmula, o árbitro Raphael Claus afirmou que expulsou o atleta Luiz Henrique pelo ato.

Segundo Cazé, os invasores não representam a torcida do Sport. Em tom de ironia, o streamer disse que “é muito difícil pegar o rosto dos caras que foram para dentro do campo, que deram um chute numa mulher caída no chão, que estava trabalhando. É difícil fazer isso e prender esse cara. Deve ser difícil.”

Entenda a confusão

O jogo foi paralisado aos 44 minutos do segundo tempo, depois de Raniel, ex-jogador do Santa Cruz, comemorar o gol de empate provocando a torcida do Sport. Uma parte dos torcedores invadiram o campo e protagonizaram cenas de violência, com objetos sendo arremessados e agressões a bombeiros civis. 

O vice-presidente de futebol do Sport, Augusto Carreras, afirmou em pronunciamento pós-jogo que a Polícia Militar garantiu a segurança para o retorno da partida. No entanto, o árbitro Raphael Claus relatou o oposto na súmula. 

Vídeo de Casimiro

Veja também

Com banimento, torcida organizada de Minas Gerais não poderá frequentar estádio até 2028; entenda
FUTEBOL

Com banimento, torcida organizada de Minas Gerais não poderá frequentar estádio até 2028; entenda

Partes chegam a acordo, e Sport anuncia saída de Sabino
Sport

Partes chegam a acordo, e Sport anuncia saída de Sabino