Catar não cogita sediar Copa com vizinhos

Com o possível aumento de seleções para disputar a Copa de 2022, era especulado que o Catar podia dividir a sede com outros países

Copa do Mundo Copa do Mundo  - Foto: ODD ANDERSEN / AFP

A organização da Copa do Mundo do Catar-2022 não negociou com os países vizinhos por uma sede em conjunto do torneio, afirmaram nesta quarta-feira (5) seus responsáveis. "Não tivemos conversas sobre uma divisão" dos jogos com um ou vários países vizinhos, explicou o secretário-geral adjunto da organização da Copa do Mundo de 2022, Nasser al-Khater.

Há alguns dias, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, que estuda ampliar de 32 para 48 o número de seleções participantes na próxima Copa, falou da possibilidade da próxima edição do torneio ser organizada por vários países do Golfo. Caso a ampliação do número de participantes se confirme, a quantidade de jogos a disputar na Copa passaria de 64 para 80, o que complicaram a organização para o pequeno emirado.

Leia também:
Copa do Catar poderá ter jogos a partir das 10h da manhã
Copa do Catar tem promessa de luxo e muitas novidades
Catar pode se opor à Copa do Mundo com 48 seleções

Infantino foi mais longe e sugeriu que uma co-organização do torneio poderia contribuir com a paz no Oriente Médio, num momento em que o Catar é acusado por Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito de apoiar grupos islamistas radicais. Esses países romperam relações diplomáticas com Doha em junho de 2017.

Veja também

Líder da Série B, Náutico recebe Vila Nova nos Aflitos nesta terça (15)
Futebol

Líder da Série B, Náutico recebe Vila Nova nos Aflitos nesta terça (15)

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição
Sport

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição