Cavani se torna maior artilheiro da história do PSG

Com um gol do uruguaio, dois de Neymar e um de Di Maria, PSG goleou o Montpellier por 4x0

Cavani foi o artilheiro do PSG na temporada Cavani foi o artilheiro do PSG na temporada  - Foto: Anne-Christine Poujoulat/ AFP

Neymar voltou a brilhar pelo Paris Saint-Germain depois de ser desfalque nos últimos dois jogos. Com dois gols, o brasileiro foi decisivo na goleada por 4x0 que os parisienses aplicaram sobre o Montpellier, neste sábado, no Parque dos Príncipes.

A partida também marcou a quebra de um recorde pelo atacante Edinson Cavani. O atacante anotou o primeiro gol e se tornou o maior artilheiro da história do PSG. Ele chegou aos 157 gols e ultrapassou o sueco Ibrahimovic, que defendeu o clube entre 2012 e 2016. O uruguaio está no time desde 2013.

Este foi o reencontro de Neymar com a torcida parisiense depois das vaias que escutou na goleada por 8x0 sobre o Dijon, no último dia 17. Autor de quatro gols naquele jogo, o brasileiro irritou os torcedores por ter cobrado um pênalti que poderia ter antecipado a quebra do recorde de Cavani.

Em campo, os jogadores do PSG trataram de mostrar união. Cavani marcou o primeiro gol logo aos 10 minutos. O uruguaio tirou a camiseta e a jogou para a torcida antes de abraçar os companheiros de time, incluindo Neymar.
Aos 38 minutos, o árbitro marcou um pênalti a favor do PSG. Neymar pegou a bola e bateu no canto oposto do goleiro. Dessa vez não houve vaias, e a torcida vibrou com o gol anotado pelo brasileiro.

O argentino Di María, aos 24 minutos do segundo tempo, ampliou o placar para o PSG. Minutos depois, Neymar voltou a balançar as redes, mas o árbitro invalidou o gol por entender que o atacante dominou a bola com o braço.

Neymar ainda encontrou tempo para anotar mais um gol no confronto, aos 36 minutos. Cavani tentou encobrir o goleiro, mas errou o alvo e mandou a bola para o centro da área. O atacante brasileiro foi oportunista e concluiu para o gol vazio.

A vitória levou o Paris Saint-Germain para os 59 pontos conquistados nas 23 rodadas do Campeonato Francês. O Lyon, segundo colocado, está com 48 pontos, mas possui um jogo a menos.O uruguaio Edinson Cavani se tornou neste sábado o maior artilheiro da história do Paris Saint-Germain, com 157 gols. O atacante abriu o placar na partida contra o Montpellier, em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Francês.

Com um gol do uruguaio, dois de Neymar e um de Di Maria, o PSG goleou o Montpellier por 4x0.

Cavani marcou logo no início do primeiro tempo, em uma jogada que teve a participação de Neymar - os dois jogadores tiveram desentendimentos ao longo da temporada na briga pela função de cobrador de pênaltis do time. No lance, o brasileiro foi acionado na esquerda e serviu Rabiot, que passou de primeira para o uruguaio marcar dentro da pequena área.

A comemoração de Cavani foi efusiva. O uruguaio festejou a marca de maior artilheiro da história do PSG tirando a camisa e correndo em direção da torcida. Em seguida, o atacante foi abraçado pelos companheiros de time, incluindo Neymar.

Com a jogada bem-sucedida deste sábado, Cavani chega a 157 gols com a camisa do PSG e assim supera a marca do sueco Zlatan ibrahimovic, que anotou 156 pelo time da capital francesa.

O brasileiro Neymar marcou outros dois gols: o primeiro, de pênalti, aos 40 do primeiro tempo, e o segundo aos 36 do segundo tempo. O quarto gol, terceiro da partida, ficou por conta do argentino Di Maria, aos 24 do segundo tempo. 

 

Veja também

Bottas lidera primeiro treino livre do GP dos 70 anos em Silverstone
Automobilismo

Bottas lidera primeiro treino livre do GP dos 70 anos em Silverstone

Testes errados de Covid no Bragantino assustaram atletas e familiares
Futebol

Testes errados de Covid no Bragantino assustaram atletas e familiares