Futebol

CBF fará o rateio de um R$ 1 milhão para clubes da Série C

Também foi aprovada uma mudança na data limite para novas inscrições, que passa a ser dia 11 de novembro de 2020

DAZN transmite cinco jogos da Série C, quatro no fim de semana e um na segundaDAZN transmite cinco jogos da Série C, quatro no fim de semana e um na segunda - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Em conselhos técnicos realizados na tarde desta sexta-feira (16), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou aos 20 clubes da Série C do Campeonato Brasileiro que fará o rateio de um recurso de R$ 1 milhão, arrecadado a partir da comercialização de placas de publicidade da competição. Outra novidade na competição é que, por 11 votos a 6 (houve 3 ausências), ficou definido que o limite de inscrições para cada clube permanecerá em 40 jogadores, podendo ainda serem feitas 8 substituições na lista. Foi aprovada uma mudança na data limite para novas inscrições, que passa a ser dia 11 de novembro de 2020. E para proceder as substituições ficou definida a data limite de 22 de dezembro de 2020.

Também foi definida o limite das inscrições nas Séries A e B. Na primeira divisão, o número passou de 40 para 50. A data limite para novas inscrições ficou estabelecida para 6 de novembro de 2020 e as substituições dos oito jogadores permitidos em regulamento até 20 de novembro de 2020. Na Segundona, o limite permanece o mesmo da Série C, com uma pequena diferença nos prazos das inscrições, que passa para o dia 9 de novembro, e da substituições, até 7 de dezembro. 

As reuniões por videoconferência foram conduzidas pelo Presidente da CBF, Rogério Caboclo, com presença dos presidentes dos clubes e das federações envolvidas. Os conselhos técnicos contaram também com os mandatários da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), Felipe Leite, da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim, e da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF), Zé Mário.

Reunião de Trabalho sobre volta do público aos estádios

Posterior ao Conselho Técnico, em reunião de trabalho por videoconferência convocada pela CBF, os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro voltaram a debater sobre o retorno dos torcedores aos estádios durante o Brasileirão Assaí 2020, conforme ficou acordado no último encontro entre os clubes sobre o tema, em 26 de setembro.

Na ocasião, os clubes, por unanimidade, mantiveram a proibição à presença do público em jogos do Brasileirão e definiram pela retomada periódica ao tema para análise. A deliberação ainda determinou que o retorno gradual ocorra de forma isonômica, com aval das autoridades de saúde locais e guiado por todas as medidas protetivas previstas no estudo encaminhado pela CBF ao Ministério da Saúde.

No encontro desta sexta (16), houve por parte da CBF um relato de consultas realizadas, no decorrer desta semana, junto aos Governos Estaduais e Municipais. Presidentes de federações e clubes também manifestaram suas posições a respeito das realidades locais.

Como ainda não existe consenso das autoridades locais em relação ao retorno dos torcedores aos estádios, houve a sugestão de Caboclo, acatada pelo grupo, de manter o status atual e retomar a discussão dentro do prazo de até três semanas.

Veja também

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira
Futebol

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid
Sport

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid