Chefa da ginástica dos EUA é afastada após escândalo

Rhonda Faehn dirigia o programa de ginástica desde 2015 e foi removida do cargo após escândalo de abusos sexuais

Faehn é acusada de omissão em relação a casos de abusoFaehn é acusada de omissão em relação a casos de abuso - Foto: Reprodução/internet

A Federação de Ginástica dos Estados Unidos anunciou, nesta sexta-feira, que a chefa do time feminino não faz mais parte da organização, após o escândalo de abusos sexuais que sacudiu o esporte nos últimos meses.

Leia também:
Jade Barbosa pede mudança na ginástica após caso de assédio
Austrália anuncia medidas para evitar abusos na ginástica
Técnico acusado de abuso sexual diz ser alvo de vingança

Rhonda Faehn, que dirigia o programa de ginástica desde 2015, foi removida do cargo.

"É um assunto pessoal que não vamos discutir em detalhes", explicou a USA Gymnastics em comunicado.

"Reconhecemos que esta mudança pode ser difícil, mas não deixaremos de tomar decisões necessária e complicadas para transformar nossa organização", indicou o diretor executivo, Kerry Perry.

"Estamos concentrados em criar uma cultura que empodere e coloque nossos atletas em primeiro lugar", acrescentou.

O papel de Faehn no escândalo de abusos sexuais do médico da equipe, Larry Nassar, foi discutido amplamente.

Aly Raisman, medalhista de ouro e uma das vítimas de Nassar, disse que Faehn não tinha atuado com a pressa necessária após saber dos abusos, em junho de 2015.

"Não sei o que fez ou deixou de fazer com essa informação, mas o FBI não entrou em contato comigo por mais de um ano. Neste período, entre 50 e 100 ginastas sofreram abusos", explicou Raisman ao jornal Indianapolis Star.

Nassar foi sentenciado em janeiro a passar a vida atrás das grades, depois de se declarar culpado de abusar sexualmente de mulheres e crianças ao longo de duas décadas, com o pretexto de estar realizando exames e tratamentos médicos nas atletas.

Veja também

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa
Futebol

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa

Candidatos derrotados na última eleição do Sport ainda vão definir se participarão de novo pleito
Indefinição

Candidatos derrotados na última eleição do Sport ainda vão definir se participarão de novo pleito