Fórmula 1

Chefe da McLaren pede desculpas a Sainz por 'destruir' corrida do piloto

Piloto passou boa parte da corrida em quinto, mas erro da equipe na parada do pit stop ocasionou perda de quatro posições

Carlos Sainz, piloto da McLarenCarlos Sainz, piloto da McLaren - Foto: JOE KLAMAR / POOL / AFP

Andreas Seidl, engenheiro que é chefe da McLaren, pediu desculpas a Carlos Sainz pela estratégia adotada pela equipe no GP da Estíria, disputado neste domingo (12). Na ocasião, funcionários da escuderia ordenaram que o espanhol fizesse um pit stop na volta 33. Na parada, os mecânicos tiveram dificuldade em fixar um dos pneus, que acabou desgastando minutos depois.


Horas depois do encerramento da prova, Sainz afirmou que o pit stop lhe custou a 5ª posição -ele acabou na 9ª colocação.
"Passamos por uma montanha-russa durante a corrida, especialmente durante o pit stop do carro de Carlos, onde destruímos sua corrida. Mandamos ele para o tráfego e os pneus acabaram. Devo me desculpar. Como não fizemos nosso trabalho nesse sentido, devemos sempre garantir que os dois pilotos tenham as mesmas oportunidades e possam lutar na pista", falou Seidl.

O chefão da McLaren também elogiou o desempenho recente de Sainz, que vai correr pela Ferrari no ano que vem. "Carlos mostrou no sábado [11] por que outras equipes estavam interessadas nele a ponto de contratá-lo. Ele fez um ótimo final de semana, uma ótima classificação e um ótimo trabalho para desenvolver o carro. É uma pena que essa corrida não foi boa, mas estamos juntos como uma equipe e faremos o que pudermos na próxima semana", completou o engenheiro.

Veja também

CBF passa a exigir testes de Covid-19 de todos os jogadores
Campeonato Brasileiro

CBF passa a exigir testes de Covid-19 de todos os jogadores

COB abre inscrição de candidaturas para presidente e vice
Eleição no COB

COB abre inscrição de candidaturas para presidente e vice