Chefe da MotoGP acredita que início da temporada será em julho

Ezpeleta também planeja organizar 'dois eventos consecutivos no mesmo circuito antes de passar para outro'

Carmelo Ezpeleta, presidente da Dorna, promotora da MotoGPCarmelo Ezpeleta, presidente da Dorna, promotora da MotoGP - Foto: FP/Arquivos / KARIM JAAFAR

"No momento, estamos otimistas com a possibilidade de organizar uma temporada de julho a novembro", disse Carmelo Ezpeleta, presidente da Dorna, promotora da MotoGP, em entrevista à rede de televisão BT Sport.

"O mais otimista é tentar começar no final de julho" na Europa, explicou ele na entrevista publicada on-line nesta segunda-feira nas redes sociais de MotoGP, acrescentando que leva em conta dois fatores: o acordo dos países para organizar grandes prêmios e a possibilidade de viajar no contexto da nova pandemia de coronavírus.

Há também a opção, diz ele, de "começar o campeonato em setembro" e outra, "a mais difícil", de "disputar todo o Mundial no final do ano". O dirigente também avalia que "o cenário mais provável é sem espectadores" e "o mais importante é organizar as corridas e transmiti-las pela televisão".

Ezpeleta também planeja organizar "dois eventos consecutivos no mesmo circuito antes de passar para outro". As diferentes categorias do Speed World Championship (MotoGP, Moto2, Moto3 e MotoE) poderiam, segundo ele, continuar funcionando nos mesmos circuitos, mas limitando o número de pessoas presentes.

"Estamos trabalhando com as equipes para estabelecer um número máximo de pessoas no paddock, cerca de 1.300, para poder controlá-las e testá-las exaustivamente", disse ele.

As oito primeiras corridas da temporada 2020 foram canceladas (no Catar, apenas a Moto2 e a Moto3 foram disputadas, mas não a MotoGP) ou adiadas para uma data específica (Tailândia, Estados Unidos, Argentina) ou a ser agendada (Espanha, França, Itália, Catalunha).

Leia também:
Organização da F1 afasta funcionários e reduz salários
Ajuda respiratória é concebida com engenheiros de F1


Os próximos três (Alemanha em 21 de junho, Holanda em 28 de junho e Finlândia em 12 de julho) podem ter um destino semelhante, devido às proibições de aglomerações decididas por esses países. Uma comunicação sobre o cronograma está agendada para os próximos dias, disseram à AFP fontes próximas às negociações.

Veja também

Fortaleza e CRB abrem duelo nordestino das oitavas da Copa do Brasil
Futebol

Fortaleza e CRB abrem duelo nordestino das oitavas da Copa do Brasil

Mito da ginástica, Nadia Comaneci parabeniza Rebeca Andrade pela prata
Jogos Olímpicos

Mito da ginástica, Nadia Comaneci parabeniza Rebeca Andrade pela prata