Chineses iniciam construção de estádio para 100 mil torcedores

Quando estiver pronto, o Guangzhou Evergrande Soccer Stadium será o maior estádio particular do mundo

Elkeson é atacante do Guangzhou Evergrande, da ChinaElkeson é atacante do Guangzhou Evergrande, da China - Foto: STR/AFP

O Evergrande Group, empreiteira dona do clube chinês Guangzhou Evergrande, iniciou a construção de um estádio com capacidade para 100 mil torcedores. A arena, que receberá os jogos da equipe chinesa, ultrapassará o Camp Nou, do Barcelona, como o maior estádio particular de futebol do mundo. Atualmente, segundo o Barça, a casa do time catalão pode receber 99 mil espectadores.

O estádio 1º de Maio Rungrado, que fica em Pyongyang, na Coreia do Norte, e sedia uma série de outras modalidades, permanece como o maior estádio esportivo do mundo, com aproximadamente 114 mil lugares. De acordo com o grupo responsável pela construção do Guangzhou Evergrande Soccer Stadium, que também será chamado de Flor de Lótus (devido a seu desenho), a obra começou no último dia 16 de abril e custará cerca de US$ 1,6 bilhão (R$ 8,7 bilhões).

Leia também:
'Não estamos nem perto do retorno do futebol', diz ministro argentino
Uefa adia Eurocopa feminina de 2021 para 2022


A expectativa é que o estádio seja concluído em 2022, e a empreiteira espera que sua construção ajude a impulsionar de alguma forma o futebol na China. Atualmente, a seleção chinesa masculina de futebol ocupa a 76ª posição no ranking da Fifa. O Evergrande Group também afirma que deverá construir mais dois estádios no país com capacidade para aproximadamente 80 mil torcedores. Os projetos ainda estão em fase de aprovação do design.

Veja também

Ítalo Ferreira avança e garante, ao menos, um bronze para o Brasil
Jogos Olímpicos

Ítalo Ferreira avança e garante, ao menos, um bronze para o Brasil

CBF antecipa jogo entre Sport e RB Bragantino pelo Brasileiro
Sport

CBF antecipa jogo entre Sport e RB Bragantino pelo Brasileiro