FUTEBOL

Clássicos pernambucanos voltam a ter presença de torcida visitante

A medida foi aprovada por unanimidade e passa a valer já para o jogo deste sábado (11) entre Sport x Santa na Ilha

Clássicos pernambucanos voltam a ser realizados com presença de duas torcidasClássicos pernambucanos voltam a ser realizados com presença de duas torcidas - Foto: Montagem. Torcidas - Náutico: Ed Machado/FolhaPE; Sport: Anderson Stevens/Sport Club do Recife; Santa Cruz: Paullo Almeida/FolhaPE

Em reunião que demorou cerca de três horas, nesta quinta-feira (9), na Agência Estadual de Tecnologia da Informação, no bairro de São José, representantes da Secretaria de Defesa Social (SDS), Ministério Público, Tribunal de Justiça, Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e dirigentes de Náutico, Santa Cruz e Sport, decidiram que os clássicos pernambucanos serão disputados novamente com as duas torcidas

A medida passa a valer de forma imediata e, sendo assim, o Clássico das Multidões, entre Sport e Santa Cruz, marcado para sábado (11), às 16h30, na Ilha do Retiro, pelo Estadual, poderá receber rubro-negros e tricolores. Ainda nesta quinta, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) vai publicar uma portaria regulamentando a autorização das torcidas visitantes. Contudo, membros de organizadas serão impedidos de ingressarem nos estádios. 

À Folha de Pernambuco, o presidente do Sport, Yuri Romão, afirmou que não houve divergências entre clubes e órgãos públicos na reunião. Representantes do Trio de Ferro buscaram passar a importância que os torcedores têm no futebol. E que o esporte não pode perder "essa guerra" para as uniformizadas. 

"Houve ponderação. A gente ouviu os argumentos por parte do poder público, assim como eles nos ouviram. O futebol se faz com torcida, com pessoas que querem ir ao estádio torcer. Obviamente, não podemos perder essa guerra para os membros de organizada que querem fazer baderna", salientou. 

Até o final do ano, o intuito da FPF é colocar em prática o reconhecimento facial para evitar que integrantes de uniformizadas compareçam aos jogos. O menor orçamento, porém, gira na casa dos R$ 14 milhões. Por agora, os órgãos de segurança vão se basear na rotina que os torcedores de organizadas têm em idas aos estádios em dias de partidas para coibir que os mesmos possam desrespeitar a medida. Procurada pela reportagem, a SDS não quis dar detalhes. 

"Nós já sabemos, a polícia sabe, a inteligência de segurança já sabe (como impedir integrantes de organizadas nos estádios). Sabemos como eles se comportam, os acessos. Evidentemente que não é 100% seguro, mas acreditamos que vamos reduzir em 70% ou 80% aqueles núcleos radicais de torcida", enfatizou o presidente da FPF, Evandro Carvalho. Há, ainda, a previsão do cadastro dos torcedores para entrada nas partidas e a criação do programa Torcedor de Carteirinha.

Em Pernambuco, a adoção da torcida única foi realizada em caráter experimental, que valeu até o último dia 06, entre uma série de medidas para manter a segurança dos torcedores fora e dentro dos estádios. 

No último domingo (5), a FPF havia confirmado que os clássicos estaduais aconteceriam com torcida única. Mas, após repercussão negativa da notícia, uma nova reunião foi marcada para esta quinta, no intuito dos clubes chegarem em um consenso com o poder público. 

Veja também

Zverev leva susto, mas vence Jarry e conquista o bi do Masters 1000 de Roma
Tênis

Zverev leva susto, mas vence Jarry e conquista o bi do Masters 1000 de Roma

Verstappen culpa desgaste por sofrer pressão de Norris no fim, mas mostra alívio com vitória
Fórmula 1

Verstappen culpa desgaste por sofrer pressão de Norris no fim, mas mostra alívio com vitória

Newsletter