Claudinei comenta saída de Anselmo e exalta chutes de fora

Técnico do Sport Claudinei Oliveira revelou a conversa com o ex-volante leonino e revelou que insiste na cobrança de finalizações de fora da área

Claudinei Oliveira, técnico do SportClaudinei Oliveira, técnico do Sport - Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

O excelente aproveitamento do Sport neste Brasileirão tem um nome: Claudinei Oliveira. São oito jogos e apenas uma derrota, para o Cruzeiro, fora de casa. Nos demais jogos, cinco vitórias (Paraná, Bahia, Palmeiras, Atlético/MG e Atlético/PR) e três empates (Corinthians, Internacional). Nem mesmo a perda de um jogador chave como Anselmo fez com que o time perdesse o equilíbrio. “Eu volto a repetir: valorizo sempre os que estão presentes, não os que não posso contar. Anselmo veio conversar comigo e disse que tinha uma notícia triste. Eu disse a ele que não era triste, mas sim feliz pelo reconhecimento do trabalho dele. O que ele nos ajudou não se apaga e a vida segue”, comentou Claudinei.

Leia também:
Fellipe Bastos brinca e comemora golaço pelo Sport
Com golaço de Fellipe Bastos, Sport vence e sobe na tabela
Anselmo aceita proposta árabe e está de saída do Sport
Sport promete quitar salários atrasados rapidamente

Apontado como um profissional muito bom em gestão de grupo, Claudinei Oliveira ressaltou o clima de união dos atletas não só fora, mas dentro de campo. “Eu perdi Evandro por cansaço e coloquei Durval na zaga e puxei Ernando para a lateral esquerda. Mas, avisei para ele que se ele cansasse chamasse Durval para fazer a lateral. Ele pediu num momento e Durval fez sem problema nenhum, sem vaidade de ter que sair da posição. Esse tipo de atitude é fundamental num grupo”, explicou o treinador.

Com 18 pontos ganhos e na vice-liderança do Brasileirão, o questionamento sobre pontuação e metas é sempre levantado nas coletivas. Permanecendo na linha humilde, Claudinei Oliveira exaltou o esforço dos atletas do Sport. “Se eu dissesse que esperava todo esse aproveitamento eu estaria mentindo. Mas, a entrega de todos vem fazendo tudo isso acontecer. É só ver a exaustão de todos após as partidas”, disse Claudinei.

E como não poderia deixar de ser, o golaço de Fellipe Bastos foi assunto na coletiva. “Eu sou até chato com isso. Eu insisto para eles: o problema não é chutar errado, é não chutar. Raul Prata arriscou de esquerda no primeiro tempo e quase marcou. Se você não arriscar você nunca vai finalizar uma jogada”, frisou o treinador do Sport.

Veja também

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro

Veja como o Náutico pode se livrar na próxima rodada do risco de queda à Série C
Futebol

Veja como o Náutico pode se livrar do risco de queda à Série C