Esportes

Clubes europeus e dirigentes criticam inchaço da Copa do Mundo

Entidade máxima do futebol aprovou nesta terça-feira (10) o aumento no número de seleções para a Copa do Mundo

Folha FinançasFolha Finanças - Foto: Arte/Folha de Pernambuco

A Associação Europeia de Clubes, que representa clubes de futebol europeus, manifestou total desaprovação ao aumento times na Copa do Mundo a partir de 2026, anunciada pela Fifa na manhã desta terça (10).

"A Associação Europeia de Clubes reitera que não é a favor da expansão da Copa do Mundo. Nós não vemos os méritos de mudar o formato atual de 32 seleções que foi provado ser a fórmula perfeita de todas as perspectivas. Questionável também é a urgência em se aprovar a decisão nove anos antes de ser aplicada, sem o próprio envolvimento de todos que serão impactados pela mudança".

"Entendemos que a decisão foi tomada com base em razões políticas e não esportivas e considerada a partir de pressão política, o que a ECA acredita ser lamentável. A ECA vai analisar em detalhes o impacto e as consequências do novo formato e vai levar o assunto ao próximo encontro executivo marcado para o final de janeiro", diz a Associação.

Copa do Mundo
Além da associação europeia, dirigentes de ligas de outros países como Alemanha e Espanha também criticaram a situação.

"A Fifa faz política e Infantino também quando foi eleito e prometeu mais seleções na Copa. Quero cumprir suas promessas eleitorais, mas as promessas não têm o futebol profissional em conta. A reforma sendo submetida a aprovação em Conselho, mas não com nossa opinião. Isso nos enoja", disse o presidente da Liga Espanhola Javier Tebas.

"A Copa do Mundo com 48 seleções é um mau sinal. Somente coisas políticas foram levadas em consideração", disse o diretor da Budesliga (Liga da Alemanha) Karl-Heinz Rummenigge.

Veja também

Fluminense, Flamengo e Corinthians avançam na Copa do Brasil
Futebol

Fluminense, Flamengo e Corinthians avançam na Copa do Brasil

Regularizado, Denis fica à disposição de Claudinei para pegar o Tombense
Sport

Regularizado, Denis fica à disposição de Claudinei para pegar o Tombense