A-A+

Clubes vetam venda de mando de campo no Campeonato Brasileiro

A regra foi aprovada pela maioria dos times. O Flamengo, atual campeão, foi um dos que se posicionaram contra o veto

Cariocas e paulistas têm rivalidade marcada por provocações e briga por títulosCariocas e paulistas têm rivalidade marcada por provocações e briga por títulos - Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Representantes dos 20 clubes que vão disputar a Série A do Brasileiro neste ano se reuniram nesta quinta (27) na sede da CBF e definiram em conjunto com a entidade a tabela básica da competição, além das mudanças que serão implementadas no regulamento, entre elas, o veto à venda de mando de campo.

Desta forma, as equipes estão proibidas de transferir seus jogos para fora de seu estado de origem, exceto em casos excepcionais, a serem analisados pela CBF.  A regra foi aprovada pela maioria dos times. O Flamengo, atual campeão, foi um dos que se posicionaram contra o veto. O presidente do clube carioca, Rodolfo Landim, criticou a decisão. "Sou a favor de que os clubes tenham livre arbítrio e façam o que quiserem com o mando de campo deles", argumentou.

Houve, também, uma redução no limite de jogadores que podem ser inscritos na competição. Cada clube, agora, poderá inscrever até 40 atletas, 5 a menos do que na temporada passada. Em contrapartida, o número de substituições no elenco aumentou de 5 para 8 -as inscrições vão até 14 de agosto e o período de trocas termina no dia 11 de setembro.

Durante o conselho técnico, a CBF colocou em pauta a discussão sobre estabelecer um limite para troca de técnicos ao longo da competição. Não houve maioria para a aprovação deste item. Com apenas dois meses da atual temporada, cinco times da Série A já demitiram treinadores: Cristóvão Borges (Atlético-GO), Rafael Dudamel (Atlético-MG), Argel Fucks (Ceará), Alberto Valentim (Botafogo) e Guto Ferreira (Sport).

A primeira rodada da competição deve ocorrer entre os dias 2, 3 e 4 de maio. Datas e locais exatos ainda serão definidos pela CBF.

Leia também:
Sport estreia no Brasileirão, na Ilha, diante do Ceará
Brocador se mostra insatisfeito com desempenho do Sport

Veja também

Bruno Becker deixa vice-presidência jurídica do Náutico
Náutico

Bruno Becker deixa vice-presidência jurídica do Náutico

Joaquim Bezerra deveria ir embora de vez do Santinha
Que Golaço!

Joaquim Bezerra deveria ir embora de vez do Santinha