Com astro francês, Grand Slam de Judô volta ao Brasil

Brasília sedia o evento, que vale pontos na classificação olímpica. Essa é a quinta vez que o Brasil receberá o evento

Teddy Riner, judoca bicampeão olímpicoTeddy Riner, judoca bicampeão olímpico - Foto: ATTILA KISBENEDEK/AFP

Após sete anos, o Brasil receberá novamente um Grand Slam de judô. A competição será disputada em Brasília, de domingo (6) até terça-feira (8), e contará com quase 400 atletas. As últimas edições do torneio no País foram disputadas de 2009 a 2012, no Rio de Janeiro. Nas quatro ocasiões, ao todo, os brasileiros alcançaram um total de 61 medalhas, sendo 11 ouros, 19 pratas e 31 bronzes.

Entre as atrações do evento na capital federal, está a presença de um ícone da modalidade, que não disputava um Grand Slam há seis anos e está invicto desde 2010. Trata-se do francês Teddy Riner, bicampeão olímpico e dez vezes campeão mundial na categoria peso-pesado. Atual número 58 do ranking, o francês vem ao Brasil em busca de pontos parta garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, já que passou 20 meses sabáticos, afastado de competições.

Medalhista de ouro na Rio-2016, a carioca Rafaela Silva estará presente no torneio e é a principal atração brasileira neste Grand Slam, embora esteja envolvida em um polêmico caso de doping nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em julho. Ela, inclusive, perdeu o ouro conquistado no evento devido ao teste positivo para uso de Fenoterol, substância broncodilatadora que ela disse ter aspirado em contato com uma criança que faz tratamento para asma. Como o caso não prevê punição preventiva, enquanto recorre, Rafaela está livre para competir.

Leia também:
Campeã olímpica, judoca Rafaela Silva é flagrada em antidoping
Rafaela Silva conquista a medalha de bronze no Mundial de Judô
Mayra Aguiar conquista a medalha de bronze no Japão


Outros medalhistas olímpicos brasileiros, como Rafael Silva “Baby” (bronze em 2012 e 2016), Felipe Kitadai (bronze em 2012), Mayra Aguiar (bronze em 2012 e 2016) e Ketleyn Quadros (bronze em 2008), também estarão na competição, que vale pontos precisos na classificação para Tóquio-2020. As lutas terão transmissão do SporTV 3, a partir das 16h deste domingo.

Veja também

Inscrições para curso do Comitê Paralímpico cresceram em 2020
Paralimpíadas

Inscrições para curso do Comitê Paralímpico cresceram em 2020

Chelsea bate Liverpool fora de casa e é quarto no Inglês
Futebol Internacional

Chelsea bate Liverpool fora de casa e é quarto no Inglês