FUTEBOL

Com banimento, torcida organizada de Minas Gerais não poderá frequentar estádio até 2028; entenda

Tanto a Galoucura quanto a Máfia Azul já acumulavam punições por infrações em estádios e violência contra adversários

Estádio MineirãoEstádio Mineirão - Foto: Vanderlei Almeida/AFP

As duas maiores torcidas organizadas de Minas Gerais, a Galoucura e a Máfia Azul, foram alvos de novos prazos de banimento por parte do Ministério Público, devido à morte de um torcedor cruzeirense após um confronto no último sábado.

"O banimento temporário consistirá na proibição do uso, porte e exibição de qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida nos estádios ou seus respectivos entornos nos dias de jogos", informou o MPMG.

Tanto a Galoucura quanto a Máfia Azul já acumulavam punições por violência, infrações em estádios e contra adversários. Os torcedores organizados do Atlético-MG haviam acabado de sair de uma com dois anos e três meses em 2023, e agora são novamente alvos de afastamento até março de 2026.

Os cruzeirenses da Máfia Azul também acumulam mais dois anos somados a outra punição anterior, e ao todo, ficarão sem frequentar os estádios oficialmente até 15 de março de 2028.

Nesta segunda-feira, a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante dois homens, de 24 anos, que são suspeitos de terem participado na briga entre torcidas organizadas ocorrida neste sábado, em Belo Horizonte. Na ocasião, motoboy cruzeirense Lucas Elias Vieira, de 27 anos, morreu. Outras três pessoas ficaram feridas, duas foram baleadas e outra sofreu uma pancada na cabeça.

 

De acordo com nota divulgada pela Polícia, os investigados foram presos por homicídio qualificado por motivo fútil e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecem à disposição da Justiça. Lucas morreu após dar entrada no hospital, passou por necropsia no Instituto Médico Legal Dr. André Roquette e o corpo foi liberado aos familiares.

A Máfia Azul, grupo de torcedores do Cruzeiro, postou neste domingo, uma nota em que lamenta o falecimento de Lucas Elias Vieira. Veja abaixo:

Já a Galoucura, em nota publicada no Instagram, também lamentou o ocorrido, afirmou que o fato é lamentável e que há uma criminalização coletiva do problema entre torcidas organizadas. Veja também:

Veja também

Erica Sena leva medalha de bronze no Mundial de Marcha Atlética
Futebol

Erica Sena leva medalha de bronze no Mundial de Marcha Atlética

Em primeira final no Nordeste, Minas conquista Superliga Feminina de Vôlei por 3 sets a 1
RECIFE

Em primeira final no Nordeste, Minas conquista Superliga Feminina de Vôlei

Newsletter