Com desfalques e dúvidas, Santa fecha treino e esconde time

Sem sete atletas, técnico Leston Júnior tem problemas na lateral-direita, no meio e no ataque. Treinador fez mistério e optou pela privacidade às vésperas da decisão

Leston Júnior foi apresentado oficialmente no Santa Cruz no mês de novembro do ano passadoLeston Júnior foi apresentado oficialmente no Santa Cruz no mês de novembro do ano passado - Foto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Como previsto, o técnico Leston Júnior não revelou a escalação do Santa Cruz para a decisão contra o Fortaleza, pela semifinal da Copa do Nordeste (partida única). Na entrevista coletiva, antes do treino, ele sequer deu pistas das suas dúvidas. Às vésperas do mata-mata, o treinador optou pela privacidade e comandou um treinamento fechado, na tarde desta quarta-feira (8), no CT do Floresta, onde os jogadores também treinaram nos últimos dois dias. A imprensa não teve acesso à movimentação secreta. As três dúvidas do comandante são na lateral-direita, no meio de campo e no ataque.

Leia também: 

Guilherme Queiróz quer apagar 'acidente' do Santa na Série C 

Mais alegria do que tristeza: Santa chega à sétima decisão 

CT do Floresta recebe o Santa, que se prepara para a decisão 

Santa não vence como visitante há mais de dois meses 

Retornos e chegadas: Santa faz quatro mudanças na relação 

Logística e adaptação: Santa Cruz fica em Fortaleza  

O Santa tem sete desfalques para o jogo decisivo: zagueiro Danny Morais, meia Patrick Vieira, atacantes Dudu e Sillas Gomes, todos vetados pelo departamento médico do clube, além do lateral-direito Marcos Martins e os atacantes Elias e Augusto, suspensos. Da lista, Marcos Martins, Patrick Vieira e Augusto foram titulares na derrota para o Ferroviário/CE por 3x0, na Arena Castelão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, no último domingo.

“A gente muda a característica na lateral-direita em função da ausência do Marcos (Martins). Sem ele, perdemos maturidade dentro de campo e também sofremos com o aspecto ofensivo. Isso porque ele é o jogador que mais ‘abasteceu’ os nossos atacantes com assistências. Lá na frente, sem Augusto, a gente perde velocidade. Sillas (Gomes), que era uma opção também para dar essa condição, e Elias, suspenso, também estão fora. Então, precisamos criar alternativas que possam fazer com que a gente não perca a agressividade. Talvez, a gente possa ganhar outras características. De qualquer forma, vamos tentar diminuir o impacto dos desfalques. É importante potencializar isso para que gente faça um jogo forte coletivamente”, comentou o comandante coral.

Marcos Martins, Patrick Vieira, Augusto e Sillas Gomes estava em Fortaleza, mas retornaram ao Recife na última segunda-feira. Em compensação, o lateral-direito Cesinha, os volantes Lucas Gonçalves e Eduardo, além do meia Jeremias, foram integrados à delegação coral. Mesmo com o mistério sobre a escalação, a tendência é que o Santa Cruz entre em campo com Anderson; Cesinha (Warley), João Victor, William Alves e Bruno Ré; Charles, Ítalo Henrique e Allan Dias (Diego Lorenzi); Carlos Renato, Guilherme Queiroz e Pipico.

Ao todo, 20 atletas estão relacionados para a partida diante do Fortaleza, nesta quinta-feira (9), na Arena Castelão, às 21h30.

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo