Copa do Nordeste

Com dois gols de Paulo Sérgio, Náutico vence Maranhão e se recupera na Copa do Nordeste

Timbu construiu vitória ao marcar três vezes ainda nos primeiros 45 minutos da partida

Náutico marcou três gols ainda no primeiro tempo no jogo contra o MaranhãoNáutico marcou três gols ainda no primeiro tempo no jogo contra o Maranhão - Foto: Divulgação/@iuryoliveirafoto

Na véspera do Timbu Coroado, tradicional bloco de carnaval alvirrubro, a equipe do Náutico deu mais um motivo para os torcedores festejarem. Neste sábado (10), no Castelão, em São Luís, o Timbu fez um excelente primeiro tempo, marcando com Paulo Sérgio - duas vezes- e Leandro Barcia e garantiu a primeira vitória na Copa do Nordeste pelo placar de 3x1, diante do Maranhão

Como é de característica desse Náutico de Allan Aal, a equipe começa muito forte nos primeiros minutos de jogo. E logo aos cinco minutos o placar estava aberto. Arnaldo com imensa tranquilidade cruzou na área e encontrou o centroavante Paulo Sérgio, que de cabeça, não deu chances alguma para o goleiro Moisés. 

E o Timba não demorou muito para ter a chance de ampliar. Paulo Sérgio roubou a bola da zaga do Maranhão, partiu para grande área e foi derrubado pelo goleiro Moisés. O próprio camisa 9 foi para a cobrança, mandando a bola foi para um lado e o goleiro para outro. 

O jogo se mostrava bem tranquilo para o Timbu, até que aos 23 minutos, Arnaldo perdeu a bola perto da área de defesa e deu oportunidade para Ronald Camarão finalizar, mas que Vágner conseguiu defender e enviar para escanteio. 

Passado esse pequeno susto, a partida voltou ao controle do Náutico. E aos 44, o Timbu aproveitou um verdadeiro presente da defesa do Maranhão e praticamente sacramentou a partida. Paulo Sérgio venceu o duelo com a defesa e cruzou rasteiro para Júlio César, o camisa 7 ficou sem ângulo para finalizar, mas percebeu a movimentação de Barcia e rolou para trás. O uruguaio só precisou arrumar a bola e finalizar para abrir três gols de diferença. 

Com três de vantagem, o Náutico sentou na vantagem no segundo tempo. A equipe mandante tentava criar oportunidades mas parava ou nas próprias dificuldades técnicas ou na defesa alvirrubra. Mas depois de tanto tentar, aos 22, depois de um escanteio, Clessione venceu a disputa de cabeça e deu assistência para o zagueiro Maicon, que fuzilou o gol e diminuiu. 

Depois do gol, o jogo se configurou em um ataque contra defesa. Aos 44, Adeilson subiu no segundo andar, depois de uma cobrança de escanteio, e testou para o gol, mas o goleiro Vágner espalmou. O Bode maranhense ainda insistiu mas não chegou a diminuir. 

FICHA TÉCNICA

MARANHÃO 1
Moises; Franklin; Leone (Anderson Cearense), Maicon e Hugo Leonardo (André Radija); Cavi (Bruno Menezes), Ronald Camarão, Adeilson e Vander (Capote); Clessione (Rafael) e Barata. Técnico: Zé Augusto 

NÁUTICO 3
Vágner; Arnaldo, Robson Reis, Matheus Santos e Diego Matos; Marco Antônio, Igor Pereira (Wendel Lessa) e Patrick Allan (Kauan); Leandro Barcia (Thalissinho), Júlio César (Ray Vanegas) e Paulo Sérgio (Evandro). Técnico: Allan Aal

Local: Castelão (São Luís/MA)
Árbitro: Afro Rocha de Carvalho Filho (PB). 
Assistentes: Schumacher Marques Gomes e Mattheus Tcharles Rodrigues Marques
Gols: Paulo Sérgio aos 6’ e 16’ do 1T,  Leandro Barcia aos 44’ do 1T(N) Maicon aos 23 do 2T (M)
Cartão amarelo: Wendel Lessa, Paulo Sérgio, Robson Reis e Vágner (N) Moisés, Maicon e Barata (M)
 

Veja também

Primeiro jogo do Fortaleza desde atentado sofrido é interrompido por falta de condições do gramado
Copa do Brasil

Primeiro jogo do Fortaleza desde atentado sofrido é interrompido por falta de condições do gramado

Barcelona empata com Athletic Bilbao e perde Pedri e De Jong por lesão
La liga

Barcelona empata com Athletic Bilbao e perde Pedri e De Jong por lesão