Com 'extra' garantido, Santa traça planos

Premiação por presença na 2ª fase da Copa do Brasil servirá para "resolver problemas" e qualificar elenco

Presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior Presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior  - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O Santa Cruz iniciou com sucesso a caça ao tesouro do futebol nacional, representada na figura da Copa do Brasil. Mesmo apresentando um futebol abaixo do esperado, o Tricolor deu contra o Operário/MT o pontapé inicial para equilibrar o caixa, com os iniciais R$ 650 mil assegurados depois da classificação à segunda fase. O presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, citou a dificuldade que o clube enfrenta para manter as contas em dia no Arruda, mas comemorou o objetivo alcançado também fora das quatro linhas pela equipe comandada por Itamar Schulle.

“No Santa Cruz, qualquer conta que se faça, no mínimo, 36% se tira. Vou dizer bem claro, 5% para o Sindicato dos Atletas, 5% de INSS, 6% da Federação Pernambucana e 20% - no mínimo - da Justiça do Trabalho. Fora quando tem os bloqueios. Mas não podemos estar aqui chorando e se lamentando, pelo contrário. Ainda bem que vai entrar alguma coisa. O que sobrar vai nos ajudar e nós temos um planejamento muito sério, nosso Núcleo de Gestão tem trabalhado diuturnamente para colocar a casa em ordem”, explicou o mandatário em entrevista à Rádio Jornal. Após a partida contra o Operário/MT, o chefe do executivo coral programou visitas a São Paulo e Rio de Janeiro para fechar contratações.

Em contato com a Folha de Pernambuco, o vice-presidente tricolor, Tonico Araújo, revelou que o Santa Cruz construiu múltiplos cenários de planejamento para o ano, dentre eles um que não contava com o montante adquirido após passar da 1° fase do certame nacional. Mas já que a situação terminou favorável à equipe, o dirigente garantiu que, do total assegurado, cerca de R$ 350 mil serão investidos na qualificação do elenco para o seguimento da temporada.

“Todas as competições têm seu grau de importância. Essa (Copa do Brasil) tem algo a mais que é o financeiro. Fizemos vários cenários de planejamento financeiro, um deles foi sem contar com essa grana. Como vai entrar, melhor para resolver os nossos problemas e, entre eles, qualificar mais o elenco. O valor líquido será de aproximadamente 350 mil reais, tendo em vista os descontos e os bloqueios”, garantiu Tonico.

Leia também:
Santa empata com o Operário-VG, mas se classifica na Copa do Brasil
Copa do Brasil: o gatilho do Santa Cruz para 2020

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo