Futebol

Com gol de Juba, Sport vence Chape e pula para liderança da Série B

Leão chegou aos 14 pontos, ocupando o topo do torneio, mas ainda pode ser ultrapassado por Bahia e Cruzeiro, que jogam no fim de semana

Juba marcou o gol da vitória do SportJuba marcou o gol da vitória do Sport - Foto: Liamara Polli

No aniversário de 117 anos, o Sport recebeu os parabéns, mas foi quem deu o presente ao torcedor. Nesta sexta (13), contra a Chapecoense, na Arena Condá, o Leão venceu por 1x0, pela Série B do Campeonato Brasileiro 2022. O "Dia Divino" daria orgulho a Guilherme de Aquino. Afinal, o resultado fez a equipe encerrar o dia na liderança da competição, com 14 pontos. Bahia e Cruzeiro ainda podem ultrapassar os pernambucanos no fim de semana. Mas, até lá, o topo será vermelho e preto. 

Depois da Ilha do Retiro, o estádio preferido de Luciano Juba deve ser a Arena Condá. Foi lá que, no ano passado, o meia marcou um dos gols mais bonitos da carreira, na vitória leonina por 1x0 perante a Chapecoense, pela Série A. Meses depois, agora pela Série B, ele novamente comemorou um gol no mesmo palco. Em cobrança de falta colocada, o prata da casa rubro-negro abriu o placar para os pernambucanos em Santa Catarina. 

O gol precoce favoreceu a estratégia do Sport de jogar no erro da Chape. Os mandantes tiveram que se abrir para buscar ao menos o empate antes do intervalo. O Leão ainda ensaiou alguns contra-ataques, mas passou a maior parte do tempo fechado. Maranhão, em chute de fora da área, acertou a trave de Maílson. Depois, Bianqui, na pequena área, finalizou em cima de Sabino. O time rubro-negro segurou a pressão e foi impenetrável nos primeiros 45 minutos.

Com Giovanni na vaga de Jaderson, o técnico Dal Pozzo reforçou o meio-campo para diminuir o espaço que a Chapecoense tinha no setor. A pressão, no entanto, permaneceu. A entrada de Claudinho na Chape deu mais trabalho para o lado esquerdo da defesa leonina. Bem marcado na área, Varanda não aproveitou os diversos cruzamentos que recebeu.

Já estava difícil para o Sport segurar a bola no campo de ataque. Com a saída de Búfalo, a situação piorou. Kayke, o substituto, teve dificuldade em fazer o pivô. Ainda assim, foi dele a chance de "matar o jogo". O atacante, na pequena área, mandou por cima e deixou os minutos finais ainda mais tensos. 

Ao colocar Chico no final do jogo, o Sport deu o recado: a hora era de fechar os espaços e garantir o 1x0. Os minutos finais foram de paciência e concentração para comemorar o triunfo em Chapecó em pleno aniversário. Os pernambucanos voltam aos gramados na terça, contra o Novorinzontino, às 21h30, no Jorge Ismael de Biasi.

 

Ficha técnica

Chapecoense 0
Vagner; Ronei (Tiago Real), Léo, Xandão e Fernando; Betinho, Matheus Bianqui, Lima (Claudinho); Orejuela(Chrystian), Varanda e Maranhão (Derek). Auxiliar técnico: Fabiano Xha.

Sport 1
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Lucas Hernández (Chico); William Oliveira, Bruno Matias e Jáderson (Giovanni); Everton Felipe (Thiago Lopes), Luciano Juba (Vanegas) e Búfalo (Kayke). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Estádio: Arena Condá (Chapecó/SC).
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva (ambos de GO)
VAR: Márcio Henrique de Góis (SP)
Gols: Juba (aos 12 do 1ºT)
Cartões amarelos: Everton Felipe

Veja também

Marcelo Martelotte deixa comando do Santa Cruz após eliminação na Série D
Futebol

Marcelo Martelotte deixa comando do Santa Cruz após eliminação na Série D

Em boa fase, Kayke projeta jogo contra Tombense: "Viemos buscar os três pontos"
Sport

Em boa fase, Kayke projeta jogo contra Tombense: "Viemos buscar os três pontos"