Com Marco Antônio em campo, Timbu ganhou qualidade, poder de decisão e ainda não saiu derrotado

Nesta Série B, o camisa 10 já deu duas assistências, na partida contra o Paraná, e marcou o gol da vitória, de falta, no jogo diante do Bragantino

A Visita da Velha SenhoraA Visita da Velha Senhora - Foto: Divulgação

Marco Antônio voltou ao Náutico, no início de setembro, como uma espécie de talismã do clube. O status é por ter participado diretamente do último título do Timbu, em 2004, com três assistências na decisão com o Santa Cruz. E com um lance inesquecível para os alvirrubros: a bola que bate na bandeirinha de escanteio e sobra para o meia cruzar para Jorge Henrique anotar o segundo tento do triunfo por 3x0. Mas não adiantaria de nada relembrar o passado se o presente não fosse condizente com a expectativa criada. Ele teria de fazer jus à alcunha de talismã e fez nos primeiros quatro jogos desde o retorno.

Não é coincidência o Timbu ter vencido as últimas quatro rodadas, exatamente a partir da reestreia de Marco Antônio. Há outros fatores que influenciam. No entanto, o meio-campista deu uma qualidade maior ao time do Náutico e o técnico Givanildo Oliveira ganhou um jogador com poder de decisão. Nesta Série B, o camisa 10 já deu duas assistências, na partida contra o Paraná, e marcou o gol da vitória, de falta, no jogo diante do Bragantino, na última terça-feira.

Bem mais experiente do que na primeira passagem - hoje com 31 anos -, o meia assume a responsabilidade de ser uma das referências do elenco. Porém, também divide a importância no atual momento do Náutico com todos que fazem parte do grupo.

“Quando cheguei, disse que estava vindo para ajudar, para colaborar com o que pudesse. Graças a Deus as coisas estão caminhando bem. Mas é a força do grupo, não apenas dos 11 em campo. Temos uma equipe forte de trabalho, todo mundo se dedica, tem uma disputa leal e Givanildo (Oliveira) tem o grupo na mão. Sei da minha parcela de contribuição, mas todos também têm”, reconheceu Marco Antônio. 

Com a bagagem adquirida nos últimos 12 anos, o meio-campista também tem a obrigação de tentar conter a euforia entre os alvirrubros. O Timbu não perde há seis rodadas, ocupa o 5º lugar com 45 pontos e terá dois confrontos diretos contra Brasil de Pelotas e Ceará na Arena de Pernambuco. 

“Na verdade, não tem peso, mas nós voltamos com uma responsabilidade por estar criando expectativa, se aproximando do grupo da frente. Estamos bem tranquilos, mais um jogo que passou e ganhamos. Não mudou nada, tem uma caminhada longa pela frente e o campeonato é difícil. Na sexta-feira (amanhã) já tem outra partida. Então, é descansar e focar no novo próximo resultado”, salientou Marco Antônio.

Ingressos à venda
Os bilhetes para a partida de amanhã já estão sendo comercializados na sede do Náutico e em pontos descentralizados ao valor de R$ 10 ao sócio para o setor Sul Inferior e R$ 15 para o público geral. O associado timbu também pode comprar a entrada para o Leste Inferior por R$ 15 e Setor Premium por R$ 30. Para este jogo, haverá um esquema de mobilidade com metrô até meia-noite, BRT Expresso Derby-Arena de Pernambuco, além do Expresso Timbu, que sai dos Aflitos às 19h30.

Veja também

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles
Seleção Brasileira

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles