Com pedido de R$ 250 mil em auxílio, Santa Cruz aguarda retorno da CBF

Em conjunto com os outros 19 clubes que vão disputar a Série C deste ano, o Tricolor do Arruda trabalha no desenvolvimento de um documento mostrando a importância da competição e a carência financeira das equipes em meio à paralisação dos jogos

Vice-presidente do Santa Cruz Tonico Araújo, ao lado de Constantino JúniorVice-presidente do Santa Cruz Tonico Araújo, ao lado de Constantino Júnior - Foto: Paulo Allmeida/Folha de Pernambuco

Se até terça o valor do auxílio financeiro solicitado à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelos 20 clubes que vão disputar a Série C 2020 ainda era uma incógnita, nesta quarta-feira (01) o vice-presidente do Santa Cruz, Tonico Araújo, confirmou à reportagem da Folha de Pernambuco que o montante pleiteado é de R$ 250 mil, auxílio que deve ser encaminhado como pauta dentro de um documento que está sendo desenvolvido e, ainda esta semana, protocolado pelas equipes junto à CBF. O valor requisitado serve para minimizar os prejuízos causados com a suspensão dos jogos, devido ao avanço do novo coronavírus no Brasil. 

“O solicitado é R$ 250 mil. Estamos aguardando, pois, apesar da urgência do caso, temos que esperar. O presidente da CBF, Rogério Caboclo, está tratando esse pleito dos clubes da Série C com muito carinho”, revelou o vice-presidente do Santa Cruz, Tonico Araújo.

Leia também:
Em meio à indefinição, vice do Santa defende necessidade de 'ver a situação dos clubes’
Cartilha para o presidente? Constantino 'caminha' em meio a um Arruda vazio

Encabeçando um movimento conjunto com os clubes, na última sexta-feira (27), atletas que vão disputar a Série C soltaram um comunicado, assinado por capitães de 16 equipes, entre eles Danny Morais na figura de representante do Santa. Na ocasião, os jogadores salientaram as dificuldades já sentidas e as que estão por vir devido à paralisação dos jogos em consequência do avanço do novo coronavírus, uma vez que não há pagamento de cota televisiva para os clubes e as receitas seguem em linha decrescente. Em decorrência disso, os jogadores solicitaram à CBF auxílio financeiro aos seus respectivos clubes, como forma de cada equipe “manter em dia o pagamentos dos salários e imagens de seus atletas”.

No mesmo dia, dirigentes dos 20 clubes que vão disputar a competição nacional realizaram uma videoconferência justamente para discutir alternativas para o torneio, que teria início em maio, assim como para analisar formas de minimizar a baixa financeira que estão sofrendo. O presidente coral, Constantino Júnior, representou o Santa Cruz. 

Nesta quarta, a reportagem entrou em contato com ele, que revelou a expectativa de, junto as demais equipes, ter o pedido de ajuda financeira atendido pela entidade máxima do futebol brasileiro.

“Temos uma boa sinalização, um bom trâmite com a CBF, que tem sido muito correta com os clubes de Série C, tanto é que este ano a gestão do presidente Rogério Caboclo mudou a fórmula, teve coragem de fazer e ouvir os clubes. Está existindo entendimento e acreditamos na sensibilidade dos dirigentes da CBF, que vão olhar para os clubes, como já olharam e mudaram o regulamento. Não tenho dúvidas de que o nosso pleito será escutado e atendido”, pontuou. 

Veja também

Após show, Rebeca Andrade comemora 'decisões inteligentes' na ginástica
Jogos Olímpicos

Após show, Rebeca Andrade comemora 'decisões inteligentes' na ginástica

Seleção brasileira de vôlei feminino vence Coreia do Sul na estreia
Jogos Olímpicos

Seleção brasileira de vôlei feminino vence Coreia do Sul na estreia