Com pênalti perdido, Náutico é derrotado pelo Ceará

Vozão bateu o Timbu por 1x0, gol de Lima; alvirrubros desperdiçaram várias oportunidades na partida

Roberto Fernandes, técnico do NáuticoRoberto Fernandes, técnico do Náutico - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

No primeiro jogo sem Erick, o Náutico não conseguiu conquistar sua terceira vitória como visitante na Série B 2017. Diante do Ceará, no Presidente Vargas, o clube cometeu deslizes defensivos e desperdiçou várias chances, incluindo penalidade. A derrota por 1x0 deixou os pernambucanos na 19ª posição, com 17 pontos, correndo o risco de voltar à lanterna caso o ABC, atual último colocado, vença o Vila Nova neste sábado, no Serra Dourada.

Pregando uma postura equilibrada, o técnico Roberto Fernandes montou o Náutico no 4-4-2. A novidade foi a entrada de William Schuster na cabeça de área, ao lado de Amaral. Bruno Mota, cotado para começar jogando, ficou no banco de reservas.
O chute de longe de Giovanni no primeiro minuto poderia ser o cartão de visitas de um time disposto a ditar o ritmo da partida. Uma impressão com prazo de validade curto. Aos 13, depois de dois lances perigosos, o Ceará abriu o placar. Breno vacilou na marcação e deu espaço para o cruzamento de Elton. A bola acertou o travessão e, no rebote, Lima aproveitou desatenção de Henrique Ávila para fazer o gol.

Carente de velocidade, o jogo teve muitas faltas e não despertou tantas emoções nos seus primeiros 45 minutos. O Timbu rodava a bola no meio, mas não encontrava os espaços para acionar Iago e Gilmar. Fez falta a presença de alguém capaz de quebrar a linha defensiva com dribles – em outras palavras, o time sentiu a ausência de Erick.

Com Manoel na vaga de Schuster, Roberto Fernandes tentou acelerar o jogo pelas pontas, adiantando Ávila como meia. Foi assim que o atleta conseguiu cavar uma falta na entrada da área. Giovanni levantou, Manoel desviou de cabeça para o meio e Gilmar, livre de marcação, isolou. O atacante também foi pivô de outra chance clara de gol. Aos 11, ele foi derrubado dentro da área. Para azar dos alvirrubros, Giovanni cobrou mal o pênalti e Éverson defendeu.

O Náutico seguiu acumulando chances desperdiçadas. Breno teve uma clara na pequena área, após falta de Giovanni, mas não acertou o alvo. Na sequência do lance, o camisa 10 chutou na rede pelo lado de fora. O Timbu pressionou os mandantes até os últimos minutos, mas deixou o PV lamentando o “freio” na reação para sonhar com a fuga da zona de rebaixamento.

Ficha do jogo

Ceará 1
Éverson; Tiago Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson, Pedro Ken, Ricardinho (Cafu) e Lima; Lelê (Rafael Carioca) e Elton (Arthur).Técnico: Marcelo Chamusca.

Náutico 0
Jefferson; Joazi, Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila (Bruno Mota); Amaral, William Schuster (Manoel), Diego Miranda e Giovanni; Iago (Vinicius) e Gilmar. Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Presidente Vargas (Fortaleza/CE)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS). Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (ambos do RS)
Gols: Lima (aos 13 do 1ºT)
Cartões amarelos: Rafael Pereira, Luiz Otávio, Pedro Ken, Richardson (C); Giovanni, Amaral (N)

 

Veja também

CBF adia jogos de Santos e Palmeiras no Brasileiro pela final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

CBF adia jogos de Santos e Palmeiras no Brasileiro pela final da Libertadores

Campeonato Pernambucano Feminino retorna com clássico
Futebol Feminino

Campeonato Pernambucano Feminino retorna com clássico