Com saudades do clube, Chico recarrega energia junto à família

Apesar de perder espaço no elenco, prata da casa garante estar determinado para ganhar novas oportunidades

Chico, zagueiro do SportChico, zagueiro do Sport - Foto: Anderson Stevens/ Sport Club do Recife

Depois de passar a integrar o elenco profissional do Sport no ano passado, Chico vem trabalhando para ganhar espaço no elenco rubro-negro. Aos 21 anos, o zagueiro participou de seis jogos em 2020 com a camisa leonina, e logo depois virou última opção para a posição. Com a chegada de Maidana, viu a concorrência crescer, e mesmo assim garante não estar desanimado em buscar novas oportunidades. Em entrevista à Folha de Pernambuco, o defensor afirmou estar aproveitando a pandemia do novo coronavírus para recarregar as energias junto à família, apesar de mostrar saudade dos companheiros de equipe e dos treinos no clube.

Isolamento
"Parece que são três ou quatro meses em casa. Saudade de vestir a camisa, da torcida, da atmosfera da Ilha do Retiro. Saudade da rotina do treino, mas neste momento é mais importante ficar em casa, se prevenir, ouvir as autoridades de saúde para daqui a pouco voltarmos à rotina normal."

Tempo com a família
"Estou tentando aproveitar da melhor forma possível. Estou fazendo algumas coisas que não tinha oportunidade de fazer por causa da correria. Nem sempre tiramos férias ao mesmo tempo. Com essas férias forçadas, estamos aproveitando para ficarmos juntos, que é o importante neste momento. Quero aproveitar ao máximo."

Treino com bola
"Só toco na bola aqui em casa em um trabalho mais reduzido. No clube toco na bola toda hora, já que fazemos muitos trabalhos assim, e nos ajuda a pegar ritmo de jogo. Como não podemos sair de casa para treinar em locais maiores, acaba sendo diferente."

Companheiros
"Passamos mais momentos juntos do que com nossas famílias, em viagens, treinos... Esse tempo longe faz com que tenhamos essa saudade de resenhar, da convivência diária." 

Oportunidades
"No começo do ano tive algumas chances, foi importante para ganhar mais bagagem. Depois perdi um pouco de espaço dentro do grupo, o que é normal, pois temos jogadores de qualidade. Vou seguir me dedicando porque tenho certeza que vou conseguir novas oportunidades."

Trabalho de Daniel
"Estávamos evoluindo, acredito que podemos ir longe nas competições. Temos um grupo trabalhador, de qualidade, e que tenho certeza que vai engrenar pelas peças importantes que chegaram. Temos tudo para fazer um grande ano."

Veja também

Ana Patrícia e Rebecca perdem, mas avançam no vôlei de praia
Jogos Olímpicos

Ana Patrícia e Rebecca perdem, mas avançam no vôlei de praia

Hélio mostra insatisfação com atuação do Náutico: 'péssimo comportamento'
Náutico

Hélio mostra insatisfação com atuação do Náutico: 'péssimo comportamento'