Futebol

Comissão Estadual de Arbitragem de Pernambuco explica motivo da expulsão de Paulo Sérgio

Ceaf-PE se pronunciou oficialmente após polêmica envolvendo a decisão do árbitro Anderson Luis Marques de expulsar o jogador do Náutico, no duelo diante do Afogados, nos Aflitos

Paulo Sérgio foi expulso contra o Afogados Paulo Sérgio foi expulso contra o Afogados  - Foto: Gabriel França/ CNC

Em nota, a Comissão Estadual de Arbitragem de Pernambuco (Ceaf-PE) se pronunciou oficialmente sobre a decisão que motivou o árbitro Anderson Luis Marques de expulsar o atacante Paulo Sérgio, no duelo entre Náutico e Afogados, nos Aflitos, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano. A situação gerou revolta dos alvirrubros, com pedidos de liberação do áudio do VAR, para entender o contexto que levou ao cartão vermelho.



Entenda

Após marcar o segundo gol do Náutico diante do Afogados, na vitória por 2x0, que classificou o Timbu à semifinal do Estadual, o atacante Paulo Sérgio comemorou com um símbolo que faz alusão à uma uniformizada rival do Timbu, com a diferença de que o gesto do jogador tinha o dedo médio apontado - ato considerado obsceno pela arbitragem, mesmo que não de forma direta aos alvirrubros.

Confira a nota

A Comissão Estadual de Arbitragem de Pernambuco (Ceaf-PE) vem a público esclarecer, em face de comentários por parte da imprensa, a decisão do árbitro Anderson Luis Marques de expulsar o atleta Paulo Sérgio Luiz de Souza no jogo Náutico x Afogados pelo Campeonato Pernambucano Betnacional 2024.
Segundo a regra 12 do livro de regras, o uso de linguagem ofensiva; realização de ações e/ou atos insultuosos, ou abusivos por jogadores, substituto, ou substituído, a membros da Comissão Técnica é punível com a expulsão (Cartão Vermelho). Essa linguagem é entendida como conduta verbal ou física rude, prejudicial ou desrespeitosa. 

As orientações da Board, Comissão de Arbitragem (CA), Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Comissão Estadual de Arbitragem de Pernambuco (Ceaf-PE), visam combater a violência dentro e fora das praças esportivas. Conclamamos a todos os envolvidos com o futebol pernambucano e, em especial, as comissões técnicas e os atletas a cumprirem a regra e transmitirem a paz e a arte do nosso futebol.

Nossos árbitros estão orientados a não permitirem estas ocorrências nas praças esportivas. Reiteramos que, nas Pré-Temporadas Estaduais e Nacionais, o foco do combate a violência é forte e consistente.

Comissão Estadual de Arbitragem de Pernambuco (Ceaf-PE)

 

Veja também

Náutico bate Costa Rica-MS e conquista primeiros pontos no Campeonato Brasileiro de Futsal
Futsal

Náutico bate Costa Rica-MS e conquista primeiros pontos no Campeonato Brasileiro de Futsal

Seleção brasileira feminina de vôlei bate Holanda e conquista sexta vitória na Liga das Nações
Vôlei

Seleção brasileira feminina de vôlei bate Holanda e conquista sexta vitória na Liga das Nações

Newsletter