Condição física vai definir time do Santa contra Petrolina

Leston Júnior, técnico do Santa Cruz, não confirmou a equipe que vai mandar a campo para o jogo da próxima quarta-feira (06), no Sertão do Estado

Técnico aposta que diferenças entre equipes diminuirão em campoTécnico aposta que diferenças entre equipes diminuirão em campo - Foto: Santa Cruz/divulgação

Assim como já vinha acontecendo em outras ocasiões neste ano, o técnico Leston Júnior optou por fechar o treino do Santa Cruz para a imprensa na véspera de um jogo. Na próxima quarta-feira (06), o Tricolor encara o Petrolina, no Sertão, pelo Campeonato Pernambucano, e o treinador garantiu não saber ainda quais nomes vai mandar a campo. De acordo com o comandante coral, mais do que a qualidade técnica é a condição física que vai pesar em sua decisão. Por isso, mais uma vez, Leston Júnior faz mistério a respeito de sua equipe.

"Vamos treinar hoje para a gente definir, porque a gente não vai treinar em Petrolina e precisamos definir hoje. Tem alguns atletas fazendo avaliação, a partir de então vamos ser municiados para direcionar o que vamos objetivar para o jogo de amanhã. Vou manter o que venho fazendo. O que pretendemos é ter 11 atletas na melhor condição física possível. Eu acho que jogador bom é jogador bem condicionado", explicou.

"As decisões vão ser tomadas em função disso. Não falo em poupar, porque parece que você tá preterindo para determinado jogo. Qualquer decisão será tomada no sentido de tentar o melhor resultado e não com outro objetivo. Qualquer mudança que fizermos na equipe vai ser 100% física. Se eu não tivesse vindo de uma sequência de jogos tão grande como nós tivemos com certeza não faria mudanças. Contra o Flamengo de Arcoverde jogamos com o mesmo time que jogamos contra o Bahia, mas essa situação é diferente", pontou.

Leia também:
Santa Cruz tem Início de temporada animador
Santa ganha 'lastro' e se prepara para rodar elenco
Leston valoriza vitória, mas vê Santa longe do ideal
Na véspera do aniversário, Santa bate ABC pelo Nordestão

Segundo o treinador, é possível que o centroavante Pipico novamente entre em campo, ainda que não desde o início. "Não seria inteligente da minha parte tomar qualquer tipo de decisão sem ouvir outras pessoas, principalmente os departamentos físico, médico e biológico. Em relação à condição física, temos que ter um direcionamento estratégico com o Pipico, porque ele não fez jogos oficiais ainda. Nós precisamos começar a colocá-lo para dar rodagem a ele para que chegue no ponto do grupo que está jogando desde janeiro", apontou.

"Num padrão mundial dificilmente um jogador vai fazer sete, oito jogos em sequência de três em três dias porque obviamente vai aumentar o risco de lesão, por isso que eu defendo muito a questão da fisiologia, para direcionar um cuidado específico, não só para um atleta, mas para todo o elenco", acrescentou. 
 
"Temos que ter o cuidado na escalação para ter as condições físicas para cada tipo de jogo. Esses jogos exigem muito mais briga, transpiração, é um adversário acelerando a toda hora o o jogo. Então você precisa ter atletas que fisicamente atuem em um jogo desses com um nível de concentração elevado. Porque o cansaço atrapalha o nível de concentração, então precisamos de um cuidado específico", detalhou o treinador.

Para Leston Júnior, embora o Santa esteja a poucos dias de disputar um Clássico das Emoções - no próximo sábado (09) -, ainda é cedo para falar do jogo do fim de semana. "Clássico é um outro jogo de outra competição e eu aprendi no futebol que não podemos pensar no amanhã sem pensar no jogo de hoje. Ou seja, antes do Náutico, tenho que pensar no Petrolina. É claro que vou fazer mudanças, mas não sei se vou manter uma base ou se tiro todos. É isso que eu tô esperando, a posição da fisiologia, porque as escolhas serão baseadas nisso", assegurou.

Veja também

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana
Futebol

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8
Basquete

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8