Confiantes, apesar da queda do Paredão

Com Tiago Cardoso preterido, Santa Cruz crê que pode reverter vantagem construída pelo Independiente/COL, nesta quarta-feira, no Arruda

Nena Queiroga se reúne a artistas para homenagear o compositor Paulo DinizNena Queiroga se reúne a artistas para homenagear o compositor Paulo Diniz - Foto: Rafael Bandeira/Divulgação

“O Santa Cruz atuará sem Tiago Cardoso.” Poucas foram as vezes que esta notícia acabou veiculada desde a chegada do ídolo coral, em 2011. Nas escassas oportunidades em que aconteceu, sempre era motivada por uma contusão do goleiro ou quando um time reserva fora escalado. Por opção técnica, nunca. O fato inédito, no entanto, acontecerá às 21h45 desta quarta-feira na segunda e decisiva partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, diante do Independiente Medellín/COL, no Arruda. Como os corais ainda almejam a classificação, a má fase pela qual atravessa o arqueiro não pode ser um problema. Agora é confiar em Edson Kolln.

Para conseguir a classificação, o Santa Cruz terá que reverter uma vantagem de 2x0 construída pelos colombianos no primeiro jogo, semana passada. Os moldes são os mesmos da Copa do Brasil. Apenas uma vitória por três gols de diferença interessa ao time pernambucano. Caso a repetição do placar aconteça a favor dos tricolores, a vaga nas quartas de final da Sul-Americana será decidida nos pênaltis. E o clube vencedor embolsará 350 mil dólares - aproximadamente R$ 1,1 milhão).

A não escalação de Tiago Cardoso tem uma justificativa: as constantes falhas do então Paredão - as últimas protagonizadas na derrota por 3x1, no último domingo, contra o Figueirense. “Tive uma conversa com Tiago. Ele é um ídolo, mas, como todo o atleta, tem um momento de oscilação. Está acontecendo. Tiago vai ser preservado e não vai jogar. Ele tem crédito pela história dele no clube. Mas a falta de confiança faz a gente efetivar essa troca”, disse o treinador tricolor, que optou ontem por um treino fechado.

Apesar de distante, em virtude da atual fase do Santa Cruz - além da vantagem construída pelo Independiente Medellín -, a confiança na classificação existe no Arruda. “Cada jogo tem uma história. A gente espera continuar com um bom aproveitamento nos mata-matas. Vamos buscar reverter a situação. Temos vários exemplos para serem seguidos. Estamos confiantes em reverter a desvantagem na Sula. Queremos a classificação”, afirmou o comandante coral.

O Santa Cruz vai com força máxima para o jogo - ao contrário do que aconteceu no primeiro jogo, quando Léo Moura, João Paulo e Keno foram poupados. Um problema que surgiu na movimentação de ontem foi com o zagueiro Luan Peres, que podia ser uma opção para a lateral esquerda. Mas o jogador não subiu para treinar por causa de dores no tornozelo. Na referência do ataque, a briga segue em aberto. Doriva pode manter Grafite, titular no primeiro jogo, ou mandar a campo Bruno Moraes.

FICHA DE JOGO

SANTA CRUZ
Edson Kolln; Léo Moura, Neris, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Derley, João Paulo e Pisano; Keno e Grafite (Bruno Moraes). Técnico: Doriva

INDEPENDIENTE MEDELLÍN/COL
David González; Andrés Mosquera, Jorge Arias, Juan Camilo Saiz e Hernán Pertuz; Juan David Cabezas, Didier Moreno, Mauricio Molina e Marlon Piedrahíta; Hernán Hechalar e Juan Fernando Caicedo. Técnico: Leonel Álvarez

Local: Estádio do Arruda (Recife)
Horário: 21h45. Árbitro: José Argote (VEN). Assistentes: Luis Sanchez e Francheskoly Chacon (Ambos da VEN) Transmissão TV: Globo

Veja também

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira
Seleção Brasileira

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho
Eliminatórias da Copa

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho