Conheça o Independiente Medellín, adversário do Santa na Sul-Americana

Potência do presente e com o passado ligado a Escobar, DIM busca um resultado histórico na Copa Sul-Americana

Isabella TavianiIsabella Taviani - Foto: Divulgação

Uma camisa de peso, das mais tradicionais da Colômbia. Esta é a marca do Deportivo Independiente Medellín, adversário do Santa Cruz de hoje na Copa Sul-Americana. Conhecido também como DIM, o clube da segunda cidade mais populosa do país tenta fazer uma campanha histórica ao conquistar o primeiro título continental.

Os tempos dourados do Medellín vêm de 2000 até agora, mas, na década de 80, o futebol do DIM teve um grande apoiador: Pablo Escobar. De acordo com o documentário “Os dois Escobar”, o narcotraficante foi um dos financiadores do futebol colombiano, por gostar muito de futebol. Isso reflete também nas estrelas que vestiram a camisa vermelha. Dos anos 80 até aqui, alguns atletas notáveis passaram por lá, a exemplo do meia Valderrama e do goleiro René Higuita. O outro time da cidade, Atlético Nacional, que conquistou sua segunda Libertadores recentemente (a primeira foi em 1987), também foi beneficiado à época.

Em tempos atuais, o ano de 2016 tem sido bom para “El Poderoso”. No primeiro semestre, quando é disputado o campeonato “Apertura” (na Colômbia existem dois campeões por ano), o clube terminou campeão ao derrotar o Junior Barranquilla na final. Já no Clausura, que está em andamento, o DIM ocupa a segunda colocação, atrás apenas do Envigado. Na “Sula”, foram quatro jogos e uma derrota. Na primeira fase, contra o Universidade de Quito, um empate em casa e uma vitória fora. Depois, diante do Sportivo Luqueño/PAR, um 3x0 na ida, em Medellín, e derrota por 2x0 na volta, em Luque.

Apesar do duelo com o Santa Cruz ser inédito, o cruzamento com equipes do mesmo país do Tricolor do Arruda não é novidade. A última vez em que o DIM enfrentou uma equipe do Brasil em torneios Conmebol foi em 10 de março de 2010, pela Libertadores. O jogo contra o Corinthians, realizado em Bogotá, terminou 1x1. Além disso, a melhor campanha do DIM em Libertadores foi encerrada por uma equipe brasileira. Em 2003, o Santos de Robinho derrotou o Independiente nas semifinais.

Veja também

Geraldão recebe primeira final após reforma
Futebol

Geraldão recebe primeira final após reforma

Liverpool em campo, Série C e prova final da Fórmula Indy são destaques no DAZN
Agenda

Liverpool em campo, Série C e prova final da Fórmula Indy são destaques no DAZN