Consistência defensiva é a meta neste fim de Brasileiro

Leão sofreu 47 gols no campeonato. Só Vitória e Atlético/GO foram vazados mais vezes na competição nacional

Zagueiro Henríquez durante treino do Sport Zagueiro Henríquez durante treino do Sport  - Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

Contestada nesta temporada, a defesa do Sport voltou a terminar um jogo sem sofrer gols depois de 14 partidas. Antes do duelo contra o Junior Barranquilla pela Sul-Americana, a última vez que a zaga leonina não havia sido vazada foi no empate em 0x0 com a Ponte Preta, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Na reta final do Campeonato Brasileiro, não tomar gols vai ser de extrema importância para o clube rubro-negro, que briga para fugir da zona de perigo. Até a 31ª rodada, a meta defendida por Magrão foi vazada 47 vezes. Uma média de 1,51 gols tomados por partida. Só Vitória e Atlético/GO sofreram mais gols. Vice-lanterna e lanterna buscaram a bola no fundo das redes em 48 ocasiões cada. 

Titular, o colombiano Henríquez disse, em entrevista ao site oficial do Sport, acreditar que a união do grupo pode ajudar o Leão a ficar mais jogos sem tomar gols.

 “Nessa etapa final do campeonato tem que ser consciente que o time precisa jogar em conjunto. Contra o Junior (Barranquilla) conseguimos manter um time compacto e se defender bem. Mas não fizemos o gol. Então, agora, precisamos novamente conseguir esse equilíbrio e ser efetivo na frente. Apesar da eliminação na Sul-Americana, mostramos atitude dentro de campo. Temos que ir enfrentar a Chapecoense tendo o mesmo pensamento e atitude. A diferença é que temos que ser efetivos na parte da frente, pois vai ser importante nesta reta final”, comentou o zagueiro.

Para o jogo deste final de semana, a defesa leonina terá novidades. Sem Samuel Xavier, Raul Prata e Ronaldo Alves, Durval deverá ser o companheiro de Henríquez. Na lateral direita Wesley pode ser improvisado, ou Sander ser dislocado para a posição.

Leia também:
Leão ganha reforços para o duelo contra a Chape 
Sport demonstra pouca luta e confirma eliminação na Sula

Neste domingo (5), o Sport vai a Santa Catarina, onde enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá pela 32ª rodada da Série A. Com 35 pontos, o time pernambucano está com a mesma pontuação de Coritiba, Ponte Preta e Avaí (16º, 17º e 18º, respectivamente), mas leva vantagem nos critérios de desempate. 

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'