A-A+

Série A

Contra líder Atlético-MG, Sport vira presa fácil no Mineirão e se afunda no Z-4

Com dificuldades para manter a posse de bola, Leão não conseguiu se impor diante de um Galo relaxado, que pouco se esforçou para garantir a vitória

Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

A realidade segue batendo forte no Sport. Em confronto ante o líder do campeonato, Atlético-MG, o Leão viu o abismo físico e técnico em relação aos adversários aparecer novamente e terminou derrotado por 3 a 0, em partida disputada no Mineirão, na noite deste sábado (18). Os gols foram marcados por Diego Costa, Hulk e Eduardo Vargas. Com a derrota, a equipe rubro-negra se afunda ainda mais na tabela e permanece na 19ª posição, com 17 pontos, enquanto o Galo segue líder com folga, chegando aos 45 pontos. 

Mesmo sabendo da dificuldade e da disparidade do confronto, o treinador Gustavo Florentín optou por uma escalação mais ofensiva, de acordo com sua visão de que a intensidade seria fundamental nessa partida. Por outro lado, se havia alguma esperança de um onze inicial do Atlético-MG repleto de reservas, por conta da partida da Libertadores, se deparou com uma equipe quase completa, mostrando o comprometimento da equipe com a manutenção da liderança da competição.

Os primeiros cinco minutos até esboçaram um equilíbrio, com o Sport realizando uma marcação agressiva, mesmo que com as linhas baixas, mas sem dar folga para a saída de bola do Galo. Com a equipe mandante ainda se habituando ao estilo rubro-negro para a partida, algumas investidas no campo de ataque foram possíveis. 

No entanto, em todo o restante do primeiro tempo, a única chance de perigo do Leão aconteceu em bola parada. Aos 15 minutos, Hernanes cobrou firme falta do lado esquerdo, mas parou em Everson, que espalmou. 

Rapidamente, o Galo se afeiçoou à partida e passou a ditar o ritmo, sem muita dificuldade. Logo aos nove minutos, o meia Zaracho acertou a trave de Maílson, após bom passe de Keno em profundidade. Na sequência do lance, Sander afastou a bola em cima da linha. 

Apesar do domínio, a equipe atleticana demorou para conseguir criar com volume as suas oportunidades, chegando com perigo apenas aos 31 minutos, com Hulk, que aproveitou erro bobo de Everton Felipe em saída de de bola. O artilheiro do galo arriscou com o pé esquerdo, mas Maílson fez boa defesa. 

Dois minutos depois, o Galo abriu o placar com o recém-chegado Diego Costa. Em sua primeira partida como titular no Atlético, o centroavante fez um gol de manual, subindo entre os zagueiros, após cruzamento de Guilherme Arana e apenas escorando de cabeça, para balançar as redes do Leão. 

Com o gol , o ritmo da partida diminuiu, mas o Sport seguiu em sua toada de passes errados, especialmente na saída de bola. 

Em um desses erros, Hayner entregou a posse para Guilherme Arana, que dentro da área, acionou Hulk, que não perdoou com o poderoso pé esquerdo e ampliou o marcador no Mineirão. 

Para o segundo tempo, Florentín tentou renovar os ânimos no ataque, trazendo para campo André e Everaldo, nas vagas de Mikael e Tréllez. 

No entanto, os mesmos problemas do primeiro tempo seguiram se repetindo. O Leão sofria para conseguir segurar a posse de bola e acabava dando as oportunidades ao Galo, especialmente com passes errados entre a linha defensiva e o meio-campo. 

Com o resultado debaixo do braço e tranquilo na defesa, pela incapacidade do adversário em atacar, o Galo apenas deixou o tempo passar. 

Aos 29, Maílson fez boa defesa em chute de Vargas, que finalizou após bom passe de Nacho Fernández. 

Em nova sequência de erros, o Galo chegou perigo duas vezes em dois minutos. Aos 33, Vargas intercepta saída de bola e encontra Sasha, na entrada de área, que arrisca de pé esquerdo, mas não acerta o gol. No minuto seguinte, em nova saída de bola errada, Dodô recebeu bola em profundidade e finalizou, mas acertou a rede lateral de Maílson.

O Sport até balançou as redes, com Thiago Neves e André, mas o camisa 90 acabou flagrado em impedimento nas duas oportunidades, ambas facilmente identificadas. 

Para piorar a situação do Leão, um pênalti foi marcado aos 49 minutos do segundo tempo, após toque de mão de Rafael Thyere, que tentou fazer o corte em chute de Vargas, que aproveitava contra-ataque em velocidade. 

Na cobrança, o atacante chileno não teve piedade e cobrou com muita categoria, no ângulo de Maílson, que sequer se mexeu. 

Ficha técnica

Atlético-MG 3

Everson; Guga, J. Alonso, Nathan Silva, G. Arana (Dodô); Allan (Nathan), Tchê Tchê, Zaracho; Keno (Nacho Fernández), Hulk (Eduardo Vargas), Diego Costa (Eduardo Sasha). Técnico: Cuca. 

Sport 0

Maílson; Hayner, Rafael Thyere, Sabino, Sander; Marcão (Leandro Barcia), Hernanes (Ronaldo Henrique), Everton Felipe (Thiago Neves); Paulinho Moccelin, Tréllez (André), Mikael (Everaldo). Técnico: Gustavo Florentín.

Local: Mineirão (Belo Horizonte/MG)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Árbitro de vídeo: Péricles Bassols (SP)
Gols: Diego Costa (35'/1ºT), Hulk (46'/1ºT), Vargas (52'/2ºT)
Cartões amarelos: Allan, Tchê Tchê (CAM); Tréllez, Paulinho Moccelin, Rafael Thyere (SPT)

DAZN

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante, basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.

Veja também

Fifa convoca reunião com técnicos para debater Copa a cada dois anos
Futebol

Fifa convoca reunião com técnicos para debater Copa a cada dois anos

NBA começa nesta terça; veja o que esperar da temporada 2021/22
NBA

NBA começa nesta terça; veja o que esperar da temporada 2021/22