Copa do Nordeste: Liga reduz repasse a clubes em meio à pandemia

Informação foi confirmada pelo presidente do Santa Cruz e vice da Liga do Nordeste, Constantino Júnior, que revelou queda de aproximadamente 50% no repasse da última parcela

Taça da Copa do Nordeste Taça da Copa do Nordeste  - Foto: CBF/divulgação

Em decorrência da paralisação da Copa do Nordeste em meio à propagação do novo coronavírus no Brasil, a Liga do Nordeste reduziu em aproximadamente 50% a última parcela da cota de participação dos clubes que disputam a competição em 2020. A informação foi confirmada à reportagem da Folha de Pernambuco pelo mandatário do Santa Cruz e vice-presidente da Liga, Constantino Júnior. Segundo o Sport, a Liga informou que o valor será reposto em abril.

“Houve uma redução na última parcela. São quatro cotas e a última veio em um valor menor, veio parcial. Nós estávamos contando com isso, mas não foi só para a gente (Santa Cruz), foi para todo mundo (todos os clubes que disputam a competição). A redução foi de cerca de 50%, da última parcela da cota de participação. Alguns patrocinadores não pagaram a integralidade, então a primeira, a segunda e a terceira parcela vieram com 100% dos valores, na última veio proporcional, com cerca de 50% de redução”, revelou o executivo coral.

Leia também:
Copa do Nordeste oficializa suspensão do torneio
Vice-presidente da Liga do Nordeste, Constantino prega cautela sobre suspensão de jogos
Liga do Nordeste se reúne nesta quinta e pode definir futuro do Santa Cruz

No subgrupo dois, seguindo a divisão pelo ranking da CBF, ao lado de CRB, Fortaleza e Náutico, o Santa Cruz receberia R$ 1,7 milhão na cota de participação, na primeira fase da competição. Com a redução na última parcela, a Cobra Coral recebeu R$ 212.500 mil este mês, quando nas três primeiras recebeu o equivalente a R$ 425 mil. Por outro lado, o mandatário do Timbu, Edno Melo, disse desconhecer o assunto.

Pelo lado do Sport, o vice-presidente Carlos Frederico confirmou que o clube rubro-negro recebeu menos. Entretanto, garantiu entender a atual situação, e que em abril o restante do valor será pago. "Segundo a Liga do Nordeste é uma redução temporária e será complementada no decorrer do mês de abril. Temos que entender o que está acontecendo. A Liga tem credibilidade, e se ela está afirmando que no próximo mês o valor será reposto, temos a total confiança", afirmou.

O Leão, inclusive, encontra-se no subgrupo um, o mais bem posicionado seguindo o ranking da CBF, na companhia de Bahia, Vitória e Ceará. A cota do clube rubro-negro seria de R$ 2,2 milhões somente pela participação na fase inicial. 

Questionado se já existe alguma definição sobre o pagamento das demais fases - ainda não definidas, com apenas uma rodada para o término da primeira fase -, mesmo que a competição esteja suspensa por tempo indeterminado, Constantino ressaltou o cenário de indefinição, mas prospectou o pagamento integral aos clubes que avançarem.

“Ainda não se sabe se a competição volta ou se não volta. Se voltar, creio que não vai ter problema, porque os patrocinadores vão continuar com os contratos. Temos que entender que é uma excepcionalidade”, definiu.

Veja também

Covid começa a tirar algumas estrelas dos Jogos de Tóquio
Jogos Olímpicos

Covid começa a tirar algumas estrelas dos Jogos de Tóquio

Wanderson de Oliveira estreia com vitória no boxe até 63kg
Jogos Olímpicos

Wanderson de Oliveira estreia com vitória no boxe até 63kg