Cormier fica entre parar aos 40 ou voltar a ser campeão

Maior rival de Jon Jones foi nocauteado por Stipe Miocic, no último sábado, pela decisão do cinturão peso-pesado

Daniel CormierDaniel Cormier - Foto: Joe Scarnici / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / A

Daniel Cormier está em uma encruzilhada após ser nocauteado no sábado (17) por Stipe Miocic, no UFC 241. O ex-campeão dos pesados já afirmou que não gostaria de se aposentar vendo seu cinturão sendo colocado na cintura de outra pessoa. Ele, também, declarou mais de uma vez que desejava parar por volta dos 40 anos, idade que possui atualmente.

Logo após o nocaute sofrido, Cormier deixou no ar a possibilidade de aposentadoria, mas disse que não queria tomar uma decisão com emoção. "Mas tenho 40 anos, e tenho oportunidades além daqui para discutir com minha mulher. Então, vamos ver".

A derrota para Miocic tirou o último cinturão que pertencia a Cormier. Por ter unificado os títulos, o Ultimate decidiu em dezembro do ano passado que ele seria destituído do posto de campeão dos meio-pesados, para que a divisão não ficasse parada.

Antes do combate com Miocic, Cormier afirmou que não gostaria de repetir o caminho de outros ex-campeões, que esperaram a derrota chegar para abandonarem a carreira. "Muitos grandes campeões no esporte fizeram isso. Eles se aposentaram como ex-campeões. Eles deixaram seus fãs com aquela última visão dos seus atletas favoritos no passado. Eles ficam parados no centro do octógono enquanto o cinturão deles é colocado em outra pessoa. Eu não quero ser esse cara".

Leia também:
Ausência de campeões brasileiros no UFC incomoda
Com sucesso de novatos, UFC Rio marca reciclagem na categoria
Miocic derruba Cigano em menos de três minutos

Com um título perdido e outro tirado pelo UFC, Cormier terá que decidir se prefere parar com o cinturão sendo colocado na cintura de um rival, ou se deixará de lado a promessa de parar aos 40 anos para tentar um novo combate com Miocic, na busca para voltar a ser campeão.

Caso decida por pendurar as luvas, Cormier se aposentará do MMA com um cartel de 22 vitórias, duas derrotas e uma luta sem resultado (No Contest).

Veja também

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"
Santa Cruz

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica de 27 pontos na competição
Série C

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica