Coronavírus provoca atraso de pagamento do Flamengo ao Náutico por Thiago

Clube rubro-negro ainda não pagou parcela de 250 mil euros pela transferência do prata da casa alvirrubro

Thiago foi vendido ao FlamengoThiago foi vendido ao Flamengo - Foto: Léo Lemos/Náutico

A crise financeira provocada pelo novo coronavírus trouxe um efeito negativo ao Náutico com relação ao pagamento referente à venda do jogador Thiago. O Flamengo, clube que contratou o prata da casa alvirrubro no final da temporada passada, ainda não pagou uma parcela de R$ 250 mil euros (mais de R$ 1 milhão). Também não foi estipulado um prazo para quitar o valor.

O valor serviria para o Náutico quitar, no mínimo, duas folhas de pagamento do clube. O Timbu negociou uma redução salarial com os atletas e comissão técnica em 25% - a folha de pagamento de R$ 600 mil caiu para R$ 450 mil em abril. Profissionais do clube que recebem até R$ 5 mil não foram afetados.

De acordo com balanço divulgado pelo Flamengo, o valor da venda foi de R$ 4,9 milhão, superando em R$ 413 mil a negociação de Douglas Santos, em 2013, ao Granada/ESP.


Leia também:
Corredores não impõem limites para criatividade
Dal Pozzo relata rotina de trabalho durante quarentena

Veja também

Fortaleza e CRB abrem duelo nordestino das oitavas da Copa do Brasil
Futebol

Fortaleza e CRB abrem duelo nordestino das oitavas da Copa do Brasil

Mito da ginástica, Nadia Comaneci parabeniza Rebeca Andrade pela prata
Jogos Olímpicos

Mito da ginástica, Nadia Comaneci parabeniza Rebeca Andrade pela prata