Corpo de jogador da Chapecoense será velado hoje em Itapevi, na Grande SP

O volante, natural da Bahia, é um dos 71 mortos do acidente e deve ser velado na cidade, onde mora parte da família.

Raul Jungmann deu contornos políticos ao ato no Palácio Campo das Princesas, nesta segundaRaul Jungmann deu contornos políticos ao ato no Palácio Campo das Princesas, nesta segunda - Foto: Hélia Scheppa/PSB

O corpo do jogador Sérgio Manoel, que foi vítima do acidente da Chapecoense na Colômbia, deve chegar até a manhã deste domingo (4) em São Paulo para que ocorra o velório em Itapevi, na Grande São Paulo.

O volante, natural da Bahia, é um dos 71 mortos do acidente e deve ser velado na cidade, onde mora parte da família.

O corpo será colocado em cima de um caminhão do Corpo de Bombeiros e passará pelas vias mais importantes do município até chegar no Ginásio de Esportes João Salvarani, onde será velado em cerimônia aberta ao público.

Após o velório o corpo de Sérgio Manoel será enterrado no cemitério Alphacampus, em Jandira, também na Grande São Paulo, ainda sem previsão de horário, em cerimônia restrita para parentes e amigos mais próximos. O jazigo foi cedido pela administração do cemitério à família do atleta.

O corpo de Sérgio foi levado neste sábado (3) à Arena Condá, em Santa Catarina, onde ocorreu a homenagem coletiva às vítimas da tragédia.

Sérgio Manoel, 27 anos, é natural de Xique-Xique, na Bahia, solteiro e sem filhos, ele era o filho do meio entre três irmãos. Apesar de ser baiano, nunca jogou em um clube no seu Estado. Saiu de casa aos 17 anos para iniciar a carreira no Nacional Atlético Clube, de São Paulo. Jogou em times do interior paulista antes de chegar ao Coritiba, em 2012.

Ele passou por Atlético Goianiense, Paysandu e Água Santa antes de chegar ao ápice da carreira com a Chapecoense.

Veja também

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira
Futebol

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid
Sport

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid