Corpos de vítimas em fase de identificação

Ministério das Relações Exteriores cogita fazer viagens escalonadas para trazer os corpos,

Mais de 40 corpos das vítimas do avião que caiu na cidade de La Unión já haviam sido identificados por técnicos da Polícia Federal e do Itamaraty, que chegaram na madrugada de ontem à cidade, em aviões da FAB (Força Aérea Brasileira), e trabalham em conjunto com agentes do IML colombiano. Segundo o diretor do IML deste país, Carlos Eduardo Valdés, 12 equipes trabalham no processo.

A expectativa das autoridades brasileiras e colombianas era que todos os 71 mortos fossem identificados até ontem ou hoje, mas até o fechamento da edição não foram divulgadas informações sobre o número. A FAB tem dois aviões preparados em Manaus para buscar os corpos das vítimas. A identificação dos corpos será feita através das impressões digitais, destacou Valdés.

O Ministério das Relações Exteriores cogita fazer viagens escalonadas para trazer os corpos, ou seja, liberá-los conforme os atestados de óbito forem concluídos. De qualquer maneira, o objetivo é de que até amanhã todos eles já estejam em solo brasileiro. As autoridades brasileiras ainda não definiram para onde seguirão os aviões.

O ministro brasileiro das Relações Exteriores, José Serra, foi a Medellín para tratar da assistência dada aos familiares de brasileiros que morreram no acidente envolvendo o avião com a delegação da Chapecoense. Na reunião com o prefeito colombiano, de acordo com nota do Itamaraty, Serra abordará detalhes da assistência prestada pela administração municipal de Medellín às vítimas da tragédia.

Veja também

Palmeiras se irrita e vê silêncio gerar conflito após 2 semanas sem técnico
Futebol

Palmeiras se irrita e vê silêncio gerar conflito após 2 semanas sem técnico

Náutico perto de acerto com Fernando Leite, executivo de futebol
Futebol

Náutico perto de acerto com Fernando Leite, executivo de futebol