Coutinho é criticado após comemoração e adota silêncio

Após marcar diante do United, pela Champions, Coutinho comemorou botando as mãos nos ouvidos e fazendo xingamentos

Comemoração de Coutinho contra o UnitedComemoração de Coutinho contra o United - Foto: LLUIS GENE / AFP

Ao marcar um belo gol de fora da área, Philippe Coutinho resolveu extravasar. Tapou os ouvidos com os dedos em um claro sinal para os torcedores do Barcelona de que está "surdo" para as vaias ouvidas ao longo da temporada em jogos no Camp Nou. O gesto de desabafo rendeu muitas críticas ao meio-campo por parte da imprensa local e foi o pano de fundo da classificação do Barça para a semifinal da Liga dos Campeões com a vitória por 3x0 sobre o Manchester United, na noite da última terça-feira.

Na terça (16), a provocação de Coutinho foi seguida de xingamentos. O comportamento de parte da torcida do Barça desagrada o brasileiro, em razão das vaias quando pega na bola, pelo menos em jogos recentes, e ainda mais efusivamente nas ocasiões em que o meia foi substituído por Dembéle. O jogador da seleção, claramente, anda bastante incomodado com a perseguição.

Mas não são apenas os torcedores mais exigentes do Camp Nou. Em Barcelona, Coutinho também tem sido criticado constantemente pela imprensa local. Por conta disso, como já virou costume, saiu calado, sem atender aos vários pedidos dos jornalistas por declarações depois do gol, e da boa atuação, diante do Manchester United.
O problema para o brasileiro é que o gesto provocativo aos torcedores do Barça acabou sobressaindo na avaliação de sua atuação na terça.

"Uma atuação solidária e repleta de bons detalhes técnicos. No entanto, seu festejo pareceu excessivo aos torcedores. Seus méritos no clube não o permitem essa atitude tão feia", avaliou o jornal esportivo catalão Mundo Deportivo.

Leia também:
Barcelona passa com tranquilidade pelo Manchester United
Champions conhece outros semifinalistas nesta quarta


"Claramente se notou um Coutinho mais motivado, premiado com um belo gol de fora da área. Só que nada justifica um comportamento exagerado com a torcida, ou com qualquer um que o critica", citou o concorrente Sport.

Coutinho reagiu no Barcelona justamente em um momento que ninguém esperava essa oportunidade. A presença de Dembélé em sua vaga no time titular era dada como certa pela mídia catalã, apesar da boa atuação do brasileiro na vitória por 1x0 no jogo de ida contra o Manchester United, na Inglaterra, na semana passada.

Já são meses de Coutinho convivendo com a pressão no Barcelona, por conta da irregularidade técnica demonstrada em campo. No decorrer da temporada perdeu a vaga de titular para o francês Dembélé, com o treinador Ernesto Valverde justificando ter visto o time exposto defensivamente e sem a profundidade ofensiva desejada quando o brasileiro estava em campo.

Como Dembélé sofreu com lesões sucessivas neste ano, Coutinho acabou ganhando uma sequência de dez jogos como titular e mostrou crescimento técnico em um momento crucial na temporada, em razão do excesso de partidas decisivas. A pressão sobre o meia, assim, diminuiu, mas não o suficiente para o fazer esquecer das mágoas com a perseguição do torcedor.

"Independente de como ele comemorou, o importante foi ele fazer gol. Ele está reabilitado", disse o zagueiro do Barcelona, Clément Lenglet, após a vitória contra o Manchester United no Camp Nou.

Mesmo com contrato até 2023, Coutinho vive a incerteza de seguir no Barcelona na próxima temporada. A imprensa europeia tem noticiado nas últimas semanas o interesse de gigantes ingleses como Manchester United e Chelsea. No entanto, a família do jogador deseja a permanência na Catalunha, onde já haviam vivido em 2012, quando o brasileiro defendeu o Espanyol. A fase decisiva de Liga dos Campões, Campeonato Espanhol e Copa do Rey deve pesar sobre esta decisão, assim como os desdobramentos na relação com a torcida catalã.

Veja também

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta
Futebol

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C
Futebol

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C