CR7 não quer voltar à Juve e usa Dybala como justificativa

Em sua casa, na Ilha da Madeira, o craque português se negou a retornar aos treinamentos na equipe italiana

Cristiano Ronaldo marcou dois gols contra a UdineseCristiano Ronaldo marcou dois gols contra a Udinese - Foto: Isabella Bonotto/AFP

Cristiano Ronaldo não quer se apresentar para retomar os treinamentos na Juventus. O astro português segue em casa, na Ilha da Madeira, e justifica a negativa usando o novo caso de coronavírus de Dybala. Segundo informa o jornal Corriére dello Sport, CR7 garante que isso prova que não há controle sobre a pandemia neste momento.

Ronaldo foi o primeiro jogador da Juventus a se desligar do grupo quando os casos de coronavírus se espalharam. No clube, além de Dybala, jogadores como Rugani e Matuidi também testaram positivo para Covid-19.

Agora, com a perspectiva de retomada dos treinamentos para o recomeço da temporada, Cristiano voltou a se manifestar. Segundo a publicação, ele usa a situação do argentino para justificar a impossibilidade de trabalho em grupo, ainda que sob cuidados médicos.

Leia também:
CR7 e seleção portuguesa ajudam futebol amador
Messi e Cristiano Ronaldo doam 1 milhão de euros a hospitais


Por isso, Cristiano não quer se apresentar à Juventus e garante que permanecerá em Portugal, segundo o Corriére dello Sport. Durante o período de quarentena, o craque aproveitou para visitar o clube em que fez categorias de base e se exercitou ao lado dos filhos.

Veja também

Barcelona anuncia acordo amigável com Neymar para encerrar disputa judicial
Futebol Internacional

Barcelona anuncia acordo amigável com Neymar para encerrar disputa judicial

Tufão antecipa finais do surfe nas Olimpíadas, que podem ter Medina, Italo e Silvana
JOGOS OLÍMPICOS

Tufão antecipa finais do surfe nas Olimpíadas, que podem ter Medina, Italo e Silvana