Croácia e um meio campo de muito espeito

Para ter novamente os tempos de glória, o time croata tem uma boa geração de atletas que podem dificultar a vida da Argentina na fase de grupos

Luka Modric, camisa 10 do Real Madrid e da CroáciaLuka Modric, camisa 10 do Real Madrid e da Croácia - Foto: Philippe DESMAZES / AFP

A Croácia não conseguiu avançar de fase em 2014. A missão é se redimir em 2018, e, quem sabe, reeditar o sucesso da geração de 1998. Ficar atrás da Islândia nas Eliminatórias estava aquém do planejado, mas na repescagem, contra a Grécia, não houve problemas.

Para ter novamente os tempos de glória, o time croata tem uma boa geração de atletas que podem dificultar a vida da Argentina e voltar às oitavas de final da Copa. A começar pelo meio-campo, que tem Luka Modric e Mateo Kovacic, do Real Madrid, além de Ivan Rakitic, do Barcelona. No ataque, quem dá as cartas é o centroavante Mario Mandzukic, que apesar de não ser um titular incontestável na Juventus, apareceu bem nos jogos em que foi acionado.

Participações em Copas: 5 (1998, 2002, 2006, 2014 e 2018)
Ranking na Fifa: 18º
Melhor resultado: 3º lugar (1998)
Craque: Luka Modric (Real Madrid/ESP)
Técnico: Zlatko Dalic
Time-base: Subasic; Vrsaljko, Corluka, Vida e Strnic; Rakitic, Brozovic e Modric; Mandzukic, Perisic e Kalinic

Leia também:

Socceroos veem ídolo se despedir na Rússia
Peru: Fim de uma longa espera
Dinamarca, a candidata à uma vaga nas oitavas
A última chance de La Pulga
Jovens e talentosos, eis Les Blues
A promessa africana renovada para a Copa do Mundo
Islândia, a surpreendente seleção dos vikings
Temperaturas agradáveis em Rostov-on-Don e Kazan

Veja também

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada
Futebol Internacional

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano
Futebol Internacional

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano