Dal Pozzo diz que Kieza tem interesse em voltar ao Náutico

Timbu tenta retorno do atacante, atualmente no Fortaleza, para a temporada 2020; treinador também comentou sobre montagem do elenco

Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico  - Foto: Léo Lemos/Náutico

Kieza no Náutico. Reeditar a parceria é um desejo mútuo entre clube e atleta. O técnico alvirrubro, Gilmar Dal Pozzo, confirmou nesta sexta-feira (13) que o jogador de 33 anos, hoje no Fortaleza, quer vestir a camisa do Timbu em 2020.

“Já conversei e ele manifestou interesse de vestir a camisa do Náutico. Converso com todos os atletas que a gente contratou ou quer contratar para ver o interesse e o comprometimento. Numa conversa, eu sinto do atleta se tem o desejo ou não e se tem como desafio. Kieza manifestou isso. Quando surgiu a possibilidade da contratação, eu liguei e ele prontamente manifestou interesse de voltar”, afirmou.

Caso retorne, essa será a terceira passagem de Kieza pelo Náutico. A primeira foi em 2011, na Série B, com o atacante encerrando a temporada como artilheiro da competição, com 21 gols, além de protagonista do acesso à Série A. Após uma transferência para a China no início de 2012, o atleta retornou ao Timbu e ajudou os pernambucanos a conquistarem uma vaga na Sul-Americana do ano seguinte. Ao todo, ele disputou 70 partidas e marcou 43 gols.

“É um jogador de técnica, que sai mais da área e sabe fazer o pivô, com movimentação. Faz bons passes e tem característica diferente de Salatiel e Paiva. Seu retorno depende de uma negociação, não só de Náutico e Kieza. Depende do Fortaleza também. Mas a diretoria está conversando com esse atleta, e a gente espera que o final seja feliz para todos nós”, detalhou o treinador.

Com a situação do atacante ainda indefinida, Dal Pozzo acredita que o planejamento atual do Náutico para o início da temporada foi quase perfeito. “Daria uma nota 9. Não dou 10 porque, dos nomes que nós planejamos, apenas Jiménez não deu certo. E por opção dele, porque gostaríamos que ele tivesse continuado. Sem falar de Thiago que saiu. No final da temporada, pós-acesso, tínhamos monitorado e feito algumas escolhas, com convicção sobre os atletas que continuariam. As contratações que já chegaram estavam no nosso radar. Tínhamos observado Nicolas também, mas ele preferiu ficar no Paysandu”, explicou.

Leia também:
Náutico admite interesse em Kieza, mas esbarra na questão financeira
Thiago relembra dificuldades e almeja encerrar carreira no Náutico

Veja também

Brasileira Duda Amorim recebe prêmio de melhor da década
Handebol

Brasileira Duda Amorim recebe prêmio de melhor da década

Veja os melhores momentos da vitória do Lakers sobre o Milwaukee Bucks
NBA

Veja os melhores momentos da vitória do Lakers sobre o Milwaukee Bucks