A-A+

Dal Pozzo elogia time e reforça modelo de planejamento

Treinador ainda destacou que só imagina ter a equipe no seu nível máximo ao chegar nas fase de mata-mata dos torneios

Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico  - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Leia também

• Coronavírus: aeroportos transmitem mensagem da Anvisa a partir desta sexta-feira

• UCI Cinemas garante esquenta para o Oscar 2020

• Miguel Falabella e Zezé Polessa protagonizam 'A Mentira' no Guararapes

Por pouco o Náutico não acumulou seu sexto empate seguido na temporada. Foi preciso a parceria entre Paiva e Erick entrar em ação já final do segundo tempo para o Timbu vencer o Petrolina por 1x0, no último domingo (26), no Paulo Coelho, pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano. Sobre o confronto, o técnico Gilmar Dal Pozzo fez questão de ressaltar a importância de ter poupado a base titular, tendo um time mais descansado para lutar pelos três pontos até o fim.

"Gostei da atuação da equipe e do resultado. Fiquei ainda mais convicto do nosso planejamento. Ele não é feito para dois, três jogos. Já tínhamos conversado sobre rodar o plantel no final do ano passado. Queríamos dar oportunidade para todos. A sequência de jogos é difícil, e essa viagem foi desgastante. Vimos que nossa equipe sobrou no segundo tempo porque estava descansada, bem alimentada e treinada. Conseguimos a vitória por merecimento", afirmou o treinador.

Esse foi apenas o terceiro jogo oficial do Náutico em 2020. Por isso, o treinador manteve o discurso de que o mais importante no momento é observar o desempenho dos atletas e conseguir as classificações nas respectivas competições. O ápice do nível técnico e físico do Timbu, segundo Dal Pozzo, só deve surgir mais para o futuro.

"O importante é consolidar o trabalho no momento certo, na fase quente. Objetivo é pensar jogo a jogo, rodando o elenco, classificando nas competições para a fase seguinte. Acredito que no mata-mata, a equipe estará consolidada. Especialmente no jogo contra o Toledo/PR, pela Copa do Brasil. Vamos fazendo observações, até porque eles vão dando essa dor de cabeça boa, com bons desempenhos", pontuou.

O treinador também tratou de elogiar as peças da base que estiveram em campo, casos de Wagninho, Bahia e Lucas Paraíba, por exemplo, além do paraguaio Paiva, autor do passe para o gol de Erick.

"Dos 21 atletas selecionados, 15 são da base. Foi combinado com a diretoria para darmos atenção especial para a base, fazendo as observações", citou. "Temos uma noção do desempenho dos atletas em treinos. Paiva vinha treinando bem, chamou atenção no início. Depois teve uma lesão que o tirou do jogo do Sport. Ele mudou a história da partida de hoje porque tem uma movimentação diferente de Salatiel. Estou feliz porque ele aproveitou a oportunidade", declarou.

O Náutico volta a campo na quarta (29), nos Aflitos, contra o Decisão, pela terceira rodada do Estadual. O Timbu é o terceiro colocado do torneio, com quatro pontos.

Leia também:
Com gol no fim, Náutico vence a primeira no Estadual
Morre Mário Juliatto, ex-técnico de Sport, Náutico e Santa

Veja também

61ª edição dos JEPs é encerrada no Parque e Centro Esportivo Santos Dumont
Jogos Escolares

61ª edição dos JEPs é encerrada no Parque e Centro Esportivo Santos Dumont

CBHb divulga convocação da Seleção Brasileira para fase de treinamento na Espanha
Handebol

CBHb divulga convocação da Seleção Brasileira para fase de treinamento na Espanha