Dal Pozzo esboça time do Náutico que encara o ABC

De volta aos treinos, Salatiel treinou entre os titulares ao lado de Jefferson Nem e Álvaro; Matheus Carvalho foi poupado

Salatiel voltou aos trabalhosSalatiel voltou aos trabalhos - Foto: Léo Lemos/Náutico

Após a vitória por 2x0 diante do CSP/PB, na última quarta (18), no CT Wilson Campos, o técnico Gilmar Dal Pozzo fez mais mudanças no time titular do Náutico de olho no amistoso do domingo (22), contra o ABC, nos Aflitos, o primeiro da pré-temporada 2020. Duas delas no setor ofensivo.

Fora dos treinamentos anteriores, o atacante Salatiel voltou aos trabalhos e ocupou a vaga de Guillermo Paiva, titular no jogo-treino. A outra modificação foi a saída de Matheus Carvalho, poupado por conta de um cansaço muscular, para a entrada de Jefferson Nem. No meio, a alteração foi a troca entre pratas da casa: Wagninho deu espaço para Rhaldney.

O Náutico treinou com Jefferson; Bryan, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Wilian Simões; Josa, Rhaldney e Jean Carlos; Jefferson Nem, Salatiel e Álvaro. O confronto diante dos potiguares servirá para o torcedor alvirrubro acompanhar de perto alguns reforços do Timbu, como Paiva, Salatiel e Bryan (esse último já jogou pelo clube, em 2018). Além disso, pratas da casa como Wagninho e Rhaldney terão oportunidade de somar mais minutos no profissional. Fica a expectativa também de uma utilização de Jorge Henrique, recuperado de uma lesão no tendão de Aquiles.

“Independente de ser um jogo amistoso, a gente quer vencer. Vai ser bom porque estaremos diante do nosso torcedor. Queremos pegar o ritmo de jogo para estarmos bem preparados”, afirmou o goleiro Jefferson.

Leia também:
Náutico vence CSP/PB por 2x0 em jogo-treino
Náutico consegue acordo e poderá registrar atletas

Veja também

Esquerdinha cita experiência como trunfo em retorno ao SantaFutebol

Esquerdinha cita experiência como trunfo em retorno ao Santa

Presidente eleito do Náutico, Diógenes Braga só não pode mais errar como neste anoBlog Que Golaço

Presidente eleito do Náutico, Diógenes Braga só não pode mais errar como neste ano