Esportes

Dani Alves lamenta o Brasil ter ficado tanto tempo sem ir à final da Copa América

O Brasil, pentacampeão do mundo, ostenta oito títulos da Copa América, quatro deles vencidos quando sediou o torneio

Na ausência de Neymar, Daniel Alves virou capitão da Seleção BrasileiraNa ausência de Neymar, Daniel Alves virou capitão da Seleção Brasileira - Foto: Juan Mabromata

É uma pena que o Brasil esteja há tanto tempo sem disputar uma final da Copa América, lamentou neste domingo o capitão da Seleção, o lateral Daniel Alves, que garantiu que "o desafio" para os comandados de Tite é alcançar a decisão da competição em casa.

"Acredito que o futebol evolui muito, as equipes, as seleções, e o Brasil ficou um pouco para trás. É uma pena tanto tempo sem chegar a uma final de Copa América. Ainda somos uma das maiores seleções do continente. As eliminatórias provam isso, mas a Copa América não", analisou o lateral do Paris Saint-Germain em coletiva de imprensa em Salvador.

Leia também:
Brasil faz o dever de casa e estreia batendo a Bolívia
Estreia da Seleção tem gritos homofóbicos contra bolivianos
Copa América: No Grupo A, Brasil busca redenção
Tite tira faixa de capitão de Neymar e dá a Daniel Alves
De Vargas a Bolsonaro, presidentes se colam à imagem da Seleção

O Brasil, pentacampeão do mundo, ostenta oito títulos da Copa América, quatro deles vencidos quando sediou o torneio. O último título continental veio em 2007, na Venezuela. "Na Copa (do Mundo) de 2014, chegamos com certo tipo de favoritismo e acabou não dando certo. Precisamos de um equilíbrio para sermos sólidos durante a competição", completou.

O Brasil enfrenta na terça-feira na Arena Fonte Nova a Venezuela, pela segunda rodada do Grupo A, uma seleção em plena evolução sob o comando do técnico Rafael Dudamel. "A Venezuela evolui muito e tem uma geração muito promissora, um estilo de jogo muito solto. Precisamos planejar muito bem o jogo para conseguir um bom resultado", afirmou Daniel Alves.

"O primeiro objetivo é classificar às quartas de final como primeiros do grupo, e isso passa por vencer a Venezuela, mas com o respeito de enfrentar uma seleção que joga até de maneira irresponsável, o que dificulta", concluiu o lateral de 36 anos.

Veja também

Treinador do Santa Cruz revela estratégia de "vaias artificiais" durante treino fechado; entenda
SANTA CRUZ

Treinador do Santa Cruz revela estratégia de "vaias artificiais" durante treino fechado; entenda

Técnico do Santa Cruz comemora classificação no Estadual: "Marca para a grandeza desse clube"
SANTA CRUZ

Técnico do Santa Cruz comemora classificação no Estadual: "Marca para a grandeza desse clube"