ex-jogadores

Daniel Alves preso, Robinho solto: entenda por que ex-jogadores vivem situações jurídicas distintas

Preso desde o dia 20 de janeiro de 2023, Daniel Alves foi condenado a 4 anos e 6 meses por estuprar uma mulher em uma boate

Robinho e Daniel Alves Robinho e Daniel Alves  - Foto: Reprodução e CBF

Assim como o ex-jogador Daniel Alves — condenado nesta quinta-feira a 4 anos e meio de prisão por estuprar uma jovem no banheiro de uma boate espanhola em 2022 —, o também ex-jogador Robinho recebeu uma condenação semelhante, em 2017.

No entanto, apesar de existirem similaridades entre os casos, algumas diferenças chamam atenção. Sentenciado a cumprir 9 anos de prisão por participar de um estupro coletivo na Itália, Robinho nunca iniciou o cumprimento da pena, e vive em liberdade no Brasil.

Em novembro de 2023, após o Ministério Público Federal (MPF) se manifestar de maneira favorável ao cumprimento da pena imposta ao jogador no Brasil, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) assumiu a análise e possível homologação da sentença determinada pela Justiça da Itália ao atleta. O crime foi cometido em 2013, em Milão, e Robinho ainda aguarda o desfecho do processo em liberdade, no Brasil.

No entanto, segundo o colunista do Globo Ancelmo Gois, a defesa do ex-jogador teria apresentado nova contestação ao STJ. Apesar do entendimento inicial do tribunal de que há possibilidade de cumprimento da pena no Brasil, os advogados de Robinho reclamam que isso só seria possível se ele fosse julgado por brasileiros.

Crime cometido por Robinho
Robinho foi condenado há 7 anos pelo crime contra uma jovem albanesa, em uma boate em Milão, na Itália. A sentença foi referendada por outras instâncias da Justiça italiana, incluindo pela mais alta corte do país europeu, que confirmou a condenação em janeiro de 2022. Depois disso, a Itália solicitou ao Brasil a extradição do atleta. A Justiça deu razão à vítima, que foi embriagada e abusada sexualmente por seis homens enquanto estava inconsciente. Os condenados alegam que a relação foi consensual.

 

O atleta está proibido de deixar o Brasil. Sua última atuação nos campos foi em julho de 2020 e atualmente, vive recluso em sua casa em um condomínio de Luxo no Guarujá. As poucas aparições públicas que faz são, geralmente, para jogar futevôlei.

'Que Deus abençoe o Daniel Alves'
O jogador Robinho evitou tecer comentários sobre o caso do colega de profissão Daniel Alves, antes da sentença. Em entrevista à Record TV, exibida no início de fevereiro, o ex-atacante enviou um recado para o lateral.

— Melhor eu não falar nada. Que Deus abençoe o Daniel Alves — afirmou Robinho.

Na entrevista, filmada pela TV no litoral de Santos, onde o ex-jogador se preparava para partir em viagem, Robinho comenta o processo ao qual respondeu por estupro e reiterou estar à disposição das autoridades.

— Pode me procurar, sem problema nenhum — ressaltou.

Veja também

Torcida faz festa no Ibirapuera, mas Bia Haddad abre duelo com Alemanha com derrota
Tênis

Torcida faz festa no Ibirapuera, mas Bia Haddad abre duelo com Alemanha com derrota

CBF desmembra tabela e Náutico conhece datas e horários de oito primeiros jogos da Série C; confira
Náutico

CBF desmembra tabela e Náutico conhece datas e horários de oito primeiros jogos da Série C; confira

Newsletter