De olho em premiação, Náutico visita Toledo pela Copa do Brasil

Apenas pela participação no torneio, o Timbu já assegurou R$ 540 mil e pode faturar mais R$ 650 mil em caso de classificação

Paiva, atacante do NáuticoPaiva, atacante do Náutico - Foto: Caio Falcão/Náutico/Divulgação

O Campeonato Pernambucano tem o atrativo da rivalidade entre os times da capital. A Copa do Nordeste possui o “fator ineditismo”, já que o Náutico nunca levantou o troféu da competição. Mas, no meio desses torneios, há outro que desperta maior atenção por conta de um detalhe fundamental para qualquer clube, especialmente para os que vivem com as finanças apertadas: dinheiro. Certame que distribui as maiores premiações do País, a Copa do Brasil é uma importante fonte de lucro que o Timbu espera usufruir em 2020. Para isso, os alvirrubros precisam superar o Toledo/PR, nesta quarta (12), às 21h30, no estádio 14 de dezembro. Basta um empate para os pernambucanos avançarem no mata-mata, faturando R$ 650 mil.

Apenas pela participação na Copa do Brasil, o Náutico já assegurou R$ 540 mil. Esse valor inicial foi dado aos clubes do chamado Grupo 3, abaixo do top 15 do ranking nacional e fora da Série A. No ano passado, o Timbu passou da primeira fase ao empatar por 1x1 com o Imperatriz/MA, mas caiu na segunda, ao ser eliminado pelo Santa Cruz, nos pênaltis. No total, o Alvirrubro arrecadou, em valores brutos, pouco mais de R$ 1,7 milhão - ainda ganhou 40% da verba do Tricolor, na segunda fase, após fazer um acordo com o rival.

Após poupar o time principal no compromisso anterior, no empate em 1x1 com o Afogados, pelo Estadual, o Náutico vai com força máxima para o confronto. A base que começará jogando deve ser a que entrou em campo no fim de semana passado, contra o Botafogo/PB, pela Copa do Nordeste. Com um adicional. Recuperado de dores musculares, Matheus Carvalho deve pintar no ataque, substituindo Lucas Paraíba e fechando o trio ofensivo com Paiva e Erick.

Toledo

A fase do Toledo não anda boa. Em seis jogos disputados, todos pelo Campeonato Paranaense, o time conquistou uma vitória, um empate e quatro derrotas, ocupando a 10ª colocação na tabela. Descontente com a campanha, o então técnico do clube e ex-jogador do Sport, Paulo Baier, pediu demissão no domingo passado. Zé Maria, coordenador de futebol, assumirá interinamente a função nesta noite. Além de Baier, deixaram a equipe os zagueiros Tessio e Baiano, o lateral-esquerdo Rafinha e o meia-atacante Maranhão. O motivo para a saída não foi informado. Fundado em 2004, o Porco jogará a Copa do Brasil pela primeira vez, sendo o atual vice-campeão paranaense.

Leia também:
Paulo Baier pede demissão do Toledo, adversário do Náutico na Copa do Brasil
Capixaba ressalta ‘saldo positivo’ em desempenho da base

Ficha técnica

Toledo

Diego; Jonathan, Eduardo, Tomazi e Elson; Mineiro, David, Vinicius Martins, Vieira, Gustavo e Júnior César. Técnico: Zé Maria

Náutico

Jefferson; Bryan, Diego Silva, Ronaldo Alves e Willian Simões; Luanderson, Rhaldney (Jhonnatan) e Jean Carlos; Matheus Carvalho, Erick e Paiva. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Local: Estádio 14 de dezembro (Toledo/PR)
Horário: 21h30
Árbitro: Rodrigo da Fonseca Silva (MT). Assistentes: Marcelo Grando e Gislan Antonio Garcia da Silva (ambos do MT)
Transmissão: Premiere FC, Globo

Veja também

“Grande Copa do Mundo”, diz Ventura sobre reta final do Sport na Série A
Futebol

“Grande Copa do Mundo”, diz Ventura sobre reta final do Sport na Série A

Japão crê que será difícil realizar Jogos Olímpicos, diz jornal
Olimpíada

Japão crê que será difícil realizar Jogos Olímpicos, diz jornal