Futebol

De olho em vaga direta na semifinal, Náutico tenta quebrar jejum de quatro anos sem vencer o Sport

Último triunfo da equipe foi em 2020, por 2x0, nos Aflitos pela Copa do Nordeste

Última vitória do Náutico contra o Sport foi pelo Nordestão de 2020Última vitória do Náutico contra o Sport foi pelo Nordestão de 2020 - Foto: Caio Falcão /Aqrquivo CNC

Neste sábado (24), nos Aflitos, o Náutico poderá, como diz o ditado popular “matar dois coelhos com uma cajadada só”. Ou dois leões. Diante do Sport, pela última rodada do Campeonato Pernambuco, o Timbu pode, ao derrotar o rival, conquistar o segundo lugar do torneio, podendo garantir vaga direta na semifinal - a depender de outro resultado na rodada. Mas não é somente isso. Caso saia vencedor, os alvirrubros colocarão um ponto final no jejum de quatro anos sem derrotar os rubro-negros. 



A última vitória do Náutico diante do Sport foi em 2020, pela Copa do Nordeste. Nos Aflitos, com gols de Ronaldo Alves e Jean Carlos, a equipe venceu por 2x0. De lá para cá, foram cinco derrotas e quatro empates. O maior jejum em Clássico dos Clássicos no século. 

Em 2021, foram três jogos, todos pelo Campeonato Pernambucano. O Sport ganhou por 3x0 na primeira fase, na Ilha do Retiro, e empatou os duelos seguintes, válidos pela final, em 1x1, nos Aflitos e na Arena de Pernambuco. O Timbu se sagrou campeão nas penalidades.

O Sport foi vencedor nas duas primeiras partidas de 2022. Pelo Estadual, 2x1 nos Aflitos. No Nordestão, 3x2 na Ilha do Retiro. No mesmo ano, mas pela Série B, o Leão ganhou por 2x1 em casa e ficou no 1x1 como visitante.

Ano passado, o Clássico dos Clássicos pelo Pernambucano, nos Aflitos, terminou empatado em 2x2. Na Copa do Nordeste, também na casa alvirrubra, deu Leão, por 2x0. O último encontro entre os clubes.

Antes, o maior jejum do século durou de 2014 a 2017 e de 2002 a 2022, com sete jogos em ambas as ocasiões. No primeiro recorte, foram cinco vitórias do Sport e dois empates. No segundo, o retrospecto foi ainda mais dominante para os rubro-negros, com triunfo em todos os encontros. 

O oposto, com o Sport encarando o maior jejum de vitórias diante do Náutico neste século, aconteceu entre 2009 e 2010. Foram seis jogos de invencibilidade do Timbu, acumulando três vitórias e três empates. 

O Náutico é o atual terceiro colocado do Pernambucano, com 17 pontos. Já classificado para as quartas de final, o Timbu tenta pular direto para semifinal. Para isso, além de vencer o Sport, precisa torcer para o Retrô, vice-líder, com a mesma pontuação, mas com saldo de gols superior, não derrotar o Flamengo de Arcoverde, no Arruda. Caso empate, só ficará com o segundo lugar se a Fênix for derrotada e se o Santa Cruz (quarto, com 16) não ganhar do Central, no Lacerdão.

 

Veja também

Torcida faz festa no Ibirapuera, mas Bia Haddad abre duelo com Alemanha com derrota
Tênis

Torcida faz festa no Ibirapuera, mas Bia Haddad abre duelo com Alemanha com derrota

CBF desmembra tabela e Náutico conhece datas e horários de oito primeiros jogos da Série C; confira
Náutico

CBF desmembra tabela e Náutico conhece datas e horários de oito primeiros jogos da Série C; confira

Newsletter