Sport

Decisivo na semifinal, Maidana completará 50 jogos pelo Sport, ante o Náutico

Autor do gol contra o Salgueiro, defensor também vem ajudando o Leão a manter sequência sem tomar gols

Maidana, zagueiro do SportMaidana, zagueiro do Sport - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Autor do gol que deu a vitória ao Sport sobre o Salgueiro, e, consequentemente, a vaga na final do Estadual contra o Náutico, Iago Maidana terá o que comemorar no primeiro jogo da decisão, no domingo (16). Diante do Timbu, o zagueiro completará 50 partidas com a camisa rubro-negra. 

"Estou muito contente com esta marca. Ainda mais por estar completando estes 50 jogos com a camisa do Sport, um clube grande. Muitos meninos que sonham em ser jogador, sonham com estes números. Tenho só gratidão a Deus, e espero corresponder sempre da melhor forma em campo. Sempre com muita raça, esforço e dedicação", falou o camisa 6. 

Dos jogadores remanescentes da temporada passada, Maidana foi um dos últimos a estrear na temporada. Por conta da demora de sua renovação contratual, o defensor só entrou em campo quase um mês depois dos inícios das competições. Porém, desde sua primeira partida no Estadual, ante o Central, o Leão parou de tomar gols. De lá para cá, são sete compromissos sem o sistema defensivo ser vazado. Algo comemorado pelo zagueiro. 

"Espero continuar nessa sequência boa. Contra o Salgueiro, mais uma vez o Sport saiu sem tomar gol, o clube vive a segunda melhor sequência sem ser vazado em 11 anos. É muito importante para ganhar confiança, principalmente antes de iniciar o Campeonato Brasileiro. É bom para vermos que temos condições, potencial e qualidade técnica. Meu principal objetivo é não tomar gol, então, fico muito contente com essa sequência", ressaltou.

Veja também

Seleção feminina de vôlei bate Japão e vai à final da Liga das Nações
Vôlei

Seleção feminina de vôlei bate Japão e vai à final da Liga das Nações

Derley comemora volta ao time após chegada de Roberto Fernandes
Futebol

Derley comemora volta ao time após chegada de Roberto Fernandes