‘Déjà vu’ da degola que tricolor nenhum conseguirá salvar

O adversário deste ano também é mineiro e luta em uma competição particular com o Santa Cruz para evitar o título de lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro.

Vice-líder do Governo na Alepe, Rodrigo Novaes (PSD)Vice-líder do Governo na Alepe, Rodrigo Novaes (PSD) - Foto: Roberto Soares

 

Neste mesmo mês, há dez anos, o Santa Cruz vivia a expectativa de um rebaixamento tão iminente quanto o dos dias atuais. Por coincidência, o script segue os mesmos atos dramáticos. Outro resultado que não fosse a vitória confirmaria matematicamente os tricolores na Série B. No passado, uma surpreendente goleada por 4x1 sobre o Cruzeiro, na 34ª rodada, manteve os aparelhos corais ligados.

Diante do América/MG, domingo, qualquer resultado que signifique três pontos poderá surtir o mesmo efeito. Caso tal objetivo seja alcançado, assim como em 2006, existem grandes chances de o roteiro ser seguido à risca pela segunda vez consecutiva. Ou seja, rebaixamento com três partidas de antecedência. Um dejá vù que ninguém salva. O adversário deste ano também é mineiro e luta em uma competição particular com o Santa Cruz para evitar o título de lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro.


 A diferença entre os adversários é de três pontos. Em relação aos primeiros competidores fora da Z4, a distância é maior. Para o Internacional, o Santa Cruz está separado por 14 pontos. Já para o Coritiba, são 15. Mesmo número de pontos que ainda estão por jogar até o final do torneio. Sendo assim, mesmo que os corais vençam seu duelo contra o América/MG, uma vitória do Internacional para o líder Palmeiras, fora de casa, confirmará o rebaixamento pernambucano para a Série B.

 

Veja também

“G7” avalia volta do Pernambucano
Futebol

“G7” avalia volta do Pernambucano

F1 confirma duas novas corridas na Itália e na Rússia em setembro
Fórmula 1

F1 confirma duas novas corridas na Itália e na Rússia em setembro