Delegação pernambucana tem resultado expressivo nos JEBs

Quase metade do total de medalhas chegou ao Recife na bagagem de uma única atleta, a nadadora Isa Galindo

PMN declara apoio ao pré-candidato Antonio de SouzaPMN declara apoio ao pré-candidato Antonio de Souza - Foto: Divulgação

 

A delegação pernambucana que disputou as modalidades individuais dos Jogos Escolares Brasileiros da Juventude Infantil (15 a 17 anos) deixou a Paraíba, nesta segunda-feira (14), com um resultado bem expressivo. As 14 medalhas conquistadas correspondem à melhor campanha registrada, pelo menos, nos últimos cinco anos. Foram cinco ouros, quatro pratas e outros cinco bronzes. E, quase metade desse total de medalhas chegou ao Recife na bagagem de uma única atleta, a nadadora Isa Galindo, do Colégio Santa Joana, de Paulista.

Em sua última temporada pela categoria Infantil, Isa, de 17 anos, faturou dois ouros individuais, nos 50m e 100m costas, e ainda contribuiu com os revezamentos (uma prata, nos 4x50m medley, e dois bronzes, nos 4x50m medley misto e nos 4x50m livre feminino).

“Vinha treinando para esta competição há um mês. E quando você foca no trabalho, os resultados tendem a ser melhores. Nos anos anteriores, tive competições também importantes no mesmo período e não deu para fazer uma preparação assim”, conta ela, que havia sido medalhista de prata e bronze em outras edições e, agora, acrescentou o tom dourado à sua coleção. A expectativa de Isa, daqui para frente, é pela convocação para o Sul-Americano da categoria, cujo pré-requisito para estar na seleção brasileira é, justamente, ter sido campeã nos JEBs.

Além dela, outros atletas também brilharam na Paraíba. É o caso de Leonardo D’Agostin, do Colégio de Aplicação do Recife, e de José Fernando Santana, da Escola Estadual Professor Inalda Spinelli. O primeiro é um gigante dos tatames, enquanto o segundo é uma das revelações do atletismo local.

Considerado uma promessa da nova geração do judô nacional, eleito destaque dos JEBs 2015 na faixa etária de 12 a 14 anos no Prêmio Brasil Olímpico, Leo, que tinha sido bi no JEBs Mirim, estreou em grande estilo na versão Infantil. Venceu as cinco lutas por Ippon e faturou o terceiro título da carreira no Brasileiro Escolar. José Fernando não ficou atrás. Como o decatlo não faz parte do evento, ele competiu no octatlo e não só faturou o título, como quebrou o recorde da competição, com 5.979 pontos.

Coletivos
Até agora, Pernambuco tem 14 medalhas nos JEBs Infantil. O número, que corresponde apenas às conquistas individuais, já é igual ao total de medalhas de todo o evento no ano passado. A delegação local tentará repetir o sucesso dos esportes individuais nas modalidades coletivas, que têm início nesta terça-feira (15).

Os representantes são: Colégio Salesiano/Recife (basquete masculino), BJ Colégio e Curso/Recife (basquete feminino), Colégio Hermon/Olinda (futsal masculino), Escola Marechal Antônio Alves Filho/EMAAF/ Petrolina (futsal feminino), Colégio Dom Bosco/Petrolina (handebol masculino), Colégio Anglo Líder/Recife (handebol feminino), Escola Noronha Filho/Barreiros (voleibol masculino) e Colégio Dom/Olinda (voleibol feminino).

 

Veja também

Confuso, Náutico perde para o CSA e ingressa no Z4 da Série B
Série B

Confuso, Náutico perde para o CSA e ingressa no Z4 da Série B

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe
Futebol

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe