Depois de eliminação, meia do PSG externa frustração

'Gastamos 400 mi de euros e não passamos das oitavas', disse o meia Julian Draxler após nova derrota para o Real

Julian Draxler, à direitaJulian Draxler, à direita - Foto: Frank Fife/AFP

A categórica eliminação do Paris Saint-Germain para o Real Madrid nas oitavas da Liga dos Campeões deixou o meio-campista Julian Draxler frustrado e irritado. Em uma entrevista para a emissora alemã ZD", o jogador não aliviou nas críticas à postura do time e lembrou que o alto investimento no mercado não impediu uma nova frustração.

"Eu acho que nós deveríamos colocar o rival sob pressão desde o início do jogo, mas nós não fizemos isso e esse é o motivo de merecermos ser eliminados", disse Draxler após a derrota por 2x1 para o Real, na terça-feira (6), em Paris. Em Madri, os espanhóis já haviam vencido por 3x1.

"No verão [janela de transferências], nós gastamos 400 milhões de euros [cerca de R$ 1,6 bilhão] e todos falavam em mudança, mas não conseguimos passar da segunda fase. Eu estou convencido de que o time é muito, muito bom. Mas você vê em jogos como esse que fica faltando alguma coisa, o que nos deve fazer pensar", disse Draxler, que está no clube desde o ano passado.

Chefiado por Nasser Al-Khelaifi desde a temporada 2011/12, o PSG investiu no período algo perto dos R$ 4,5 bilhões, segundo cotação atual, e não passou das quartas de final das quartas. Para a atual temporada, o clube gastou 222 milhões de euros com o atacante Neymar e investiu em Mbappé.

Para Thiago Silva, também sobrou frustração por não ver o investimento ter resultado na Liga dos Campeões. O clube ainda disputa a Copa da França e a Copa da Liga Francesa e é líder absoluto do Campeonato Francês.

"Acho que toda eliminação causa frustração, tristeza, não tem uma pior que a outra. Por mais que a gente tenha se reforçado, para esse ano não foi possível passar às oitavas, onde mais uma vez encontramos uma excelente equipe favorita ao título e não fomos capazes de ganhar. No primeiro jogo fomos melhor do que hoje, pela pressão de ter que ganhar. Mas jogos grandes são decididos nos pequenos detalhes e eles fizeram a diferença nos dois jogos", disse.

Veja também

Governo argentino prorroga velório de Maradona por mais três horas, até as 19h
LUTO

Governo argentino prorroga velório de Maradona por mais três horas, até as 19h

Recém-chegado, Anderson assume titularidade e encanta Hélio dos Anjos: ‘Acima da média’
Náutico

Recém-chegado, Anderson assume titularidade e encanta Hélio dos Anjos: ‘Acima da média’