Depois do tropeço, tricolores reclamam de pênalti marcado

Os atletas do Santa Cruz não concordaram com a interpretação da arbitragem e acharam que foram prejudicados contra o Juventude

Tiago Costa vinha sendo o capitão do Santa CruzTiago Costa vinha sendo o capitão do Santa Cruz - Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz

Após a derrota para o Juventude pelo placar de 2x1, neste sábado (5), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul/RS, os jogadores do Santa Cruz ficaram na bronca com o árbitro da partida. Na visão deles, o pênalti cometido por Tiago Costa no segundo tempo foi inexistente e prejudicou o time na partida. Responsável pelo lance, o lateral esquerdo criticou a marcação da arbitragem: “Nós estávamos bem no jogo. O árbitro chega, faz aquilo e complica o nosso trabalho”, disparou.

Para Anderson Salles, o juiz errou ao marcar a penalidade, mas cobrou uma rápida reação para se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B. “No meu modo de ver, não foi pênalti. Mas agora temos que levantar a cabeça para se recuperar”, argumentou o zagueiro.

Destaque do Santa no revés fora de casa, o goleiro Jacsson, que substituiu Júlio César, suspenso, também se queixou da decisão do árbitro. Por outro lado, alertou que é necessário o time voltar a vencer na competição. Já são quatro jogos em jejum, com três derrotas seguidas. “Tiago Costa já estava no chão e o atacante deles tropeçou... Aí complicou. Agora, a responsabilidade de ganhar em casa aumentou mais uma vez”, pontuou o camisa 12. 

Veja também

Hélio elogia força do lado direito em vitória
Futebol

Hélio elogia força do lado direito em vitória

Náutico goleia Oeste por 4x1, nos Aflitos, e se distancia do Z4
Futebol

Náutico goleia Oeste por 4x1, nos Aflitos, e se distancia do Z4