Desafio é encerrar jejum contra o Inter, no Sul

Náutico completará dois meses sem vitória, amanhã, dia em que enfrenta o time gaúcho, no Beira-Rio, em Porto Alegre

Renan Paulino está empolgado com a chance e quer ajudar a tirar o Náutico do sufoco na Série BRenan Paulino está empolgado com a chance e quer ajudar a tirar o Náutico do sufoco na Série B - Foto: Léo Lemos/náutico

Amanhã, quando o Náutico entrar em campo diante do Internacional, no Beira-Rio, pela quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, o time completará exatos dois meses sem saber o que é vencer. A última vez que os alvirrubros sentiram esse gosto foi dia 10 de abril, no triunfo por 2x1 diante do Santa Cruz, pela última rodada do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano. De lá para cá, contando jogos do Estadual e do Nacional, entre passagens de Milton Cruz e Waldemar Lemos, foram nove confrontos, com quatro empates e cinco derrotas.

Para acabar o jejum, o time segue se reforçando para aumentar as opções do treinador na busca pela escalação ideal. A nova peça na engrenagem alvirrubra é o volante Renan Paulino, apresentado ontem pelo clube e com disposição de sobra para ajudar o Timbu na luta contra o rebaixamento.

“Sou um volante com bastante chegada à área e marcação boa. O Náutico é clube grande e agora tenho a oportunidade de mostrar meu trabalho. Estava meio sumido, mas agora quero aparecer. Chego aqui para somar e ajudar o time a subir para a Série A”, afirmou. Mesmo com pouco tempo de clube, Renan foi o porta-voz do sentimento dos colegas de elenco quanto ao período conturbado do Timbu.

“O clube vive uma situação difícil, mas vamos sair dela. Pelos jogadores que temos no elenco, pelo professor Waldemar, não tenho dúvida que a primeira vitória vem logo.

Precisamos pensar alto. O grupo está incomodado com isso (jejum). Grandes jogadores não gostam de perder ou empatar. Não podemos nos esconder do jogo.

Quem faz isso não fica em time grande e aqui não há ninguém assim. Temos um grupo de homens”, frisou. Na posição de Renan, o Timbu conta com mais cinco atletas: João Ananias, Niel, Rodrigo Souza, Amaral e Darlan.

Sueliton
A outra novidade do dia foi o retorno de um velho conhecido da torcida alvirrubra. Afastado do elenco no mês passado, o lateral-direito Sueliton foi reintegrado ao grupo e fica à disposição do técnico Waldemar Lemos para o restante da competição.

Um dos últimos contratados do Náutico ainda na Era Milton Cruz, Sueliton participou apenas de três jo­­gos pelo clube. Curiosamente, ele estava em campo justamente no último triunfo alvirrubro na temporada. Com seu retorno, o Timbu passa a ter quatro jogadores na late­ral direita. Além dele, o elenco con­ta com Joazi, David e Guilherme.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno